Via de trânsito pesado passará pelos bairros Jardins e Polivalente

Os veículos que chegam a Aracruz pela rodovia ES-257, oriundos da orla e com destino à avenida Venâncio Flores, passarão em breve pela rua Leopoldo Barcelos Rangel (no bairro Jardins ela tem o nome de Flor de Abril), para acessar o viaduto

1
372
Em construção, o novo acesso ao viaduto Ivany Pedrini começa no bairro Jardins. Foto: Reportagem Folha do Litoral

Bairros estritamente residenciais e de padrão elevado em Aracruz, Jardins e Polivalente terão que conviver com uma pista de tráfego pesado, com a criação, pela prefeitura, de um binário de entrada e saída do Centro da cidade. Os veículos que chegam a Aracruz pela rodovia ES-257, oriundos da orla e com destino à avenida Venâncio Flores, passarão em breve pela rua Leopoldo Barcelos Rangel (no bairro Jardins ela tem o nome de Flor de Abril), para acessar o viaduto.

O prefeito Dr. Luiz Carlos Coutinho disse que o binário que dará mais mobilidade ao trânsito de Aracruz, desafogando o trânsito – hoje congestionado nos horários de pico – nos trevos do Shopping Oriundi e no de acesso ao bairro Bela Vista. Em breve, a rua Professor Lobo terá apenas mão única no sentido da avenida Venâncio Flores até o trevo do Oriundi, e o acesso ao Centro será pela rua Leopoldo Barcelos Rangel.

A nova ligação entre a rodovia ES-257 e o bairro Jardins faz parte das condicionantes ambientais previstas durante a análise do Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV) do empreendimento Imetame Logística Porto, que tem como objetivo mitigar e compensar os impactos futuros que serão gerados nas principais rodovias que cortam Aracruz, com a implantação e operação do futuro porto. O responsável é o empresário Ettore Cavallieri, proprietário da Imetame e morador do bairro Jardins.

Divulgação/Prefeitura de Aracruz

Justificativas

Ettore explicou que o objetivo da obra é facilitar a mobilidade das pessoas, veículos e transporte público em geral. É uma intervenção simples, mas extremamente eficaz para o trânsito. “A intenção é fazer uma ligação mais ágil, principalmente no trevo da prefeitura, que em horário de pico é um grande gargalo na fluidez do trânsito. Com essa nova via a população sentirá a diferença na trafegabilidade de toda essa área, e é isso que estamos buscando: garantir melhorias efetivas de mobilidade urbana às pessoas que trafegam diariamente por esses locais”.

O empresário ressaltou que este serviço representa o começo das obras da alça do Anel Viário Norte, que devem ter início nos próximos dias. “A construção da alça norte do Anel Viário desafogará o trânsito no centro da cidade, deslocando os veículos de cargas pesadas para vias que contornam o município, para dar maior fluidez também em outros setores congestionados da cidade”.

O prefeito Dr. Coutinho destacou que a nova via, além de trazer mais agilidade para a mobilidade urbana, contribuirá para a diminuição de acidentes no trânsito. “Esse é o primeiro passo para a construção do Anel Viário Norte, que será uma importante obra porque vai desafogar o trânsito de veículos de cargas e máquinas pesadas do centro da cidade, que terão uma nova rota para circulação”.

Anel Viário

O traçado do Anel Viário envolve quatro trechos de rodovias que cortam a cidade (ES 124, em dois trechos, Guaraná/Aracruz e Aracruz/Santa Rosa; ES 456, rodovia Primo Bitti; e ES 257, Ibiraçu/Barra do Riacho). O trecho Norte tem segmento único começando no trevo da localidade de Pau Preto, na saída de Aracruz para Guaraná, na ES 124, passando pelo bairro Cupido e indo até a rodovia ES-257, na localidade de Morro das Almas, no acesso para Barra do Riacho.

O trecho Sul terá dois segmentos, o primeiro começando nas proximidades da pedreira Aracruz (ES-257) e seguindo pela direita, no sentido Ibiraçu a Aracruz, por áreas rurais, até a estrada de Santa Rosa (extensão da ES 124), próximo ao Loteamento Valle Verde. O segundo segmento terá início nas proximidades do Centro Empresarial do Bela Vista, interligando a rodovia ES-456 (Aracruz a Coqueiral) à ES-257, (ligação Aracruz à fábrica da Suzano), na localidade de Morro das Almas.

O projeto vem sendo conduzido pela prefeitura em parceria com a Associação Movimento Empresarial de Aracruz (Amear) e Imetame. O projeto do Contorno de Aracruz foi projetado para contemplar o tráfego nos dois sentidos, com pista de 3,50 metros, considerando acostamento ao lado esquerdo e estacionamento ao lado direito, ambos medindo dois metros, além de obras de drenagem que ocuparão, em média, dois metros, resultando em uma seção ocupada de 15 metros.

Moradores do bairro Jardins são contrários ao binário

Reunida na última segunda-feira 22, a diretoria da Associação de Moradores do Bairro Jardins decidiu, de acordo com o presidente José Wilson Lírio, encaminhar um pedido de esclarecimento à secretaria municipal de Obras para, assim, conseguir avaliar os impactos da implantação do sistema binário à comunidade.

Nas conversas mantidas com alguns moradores, a reportagem da FOLHA DO LITORAL constatou que todos são unânimes contra a criação da nova via expressa, que jogará para dentro do bairro o trânsito pesado vindo da orla com destino ao Norte da cidade.

Opiniões

“O bairro Jardins não tem estrutura para receber um grande fluxo de veículos, inclusive pesados, que é o que se espera com a abertura desse novo acesso a partir da rodovia ES-257. Não dá para esquecer que falamos de uma área predominantemente residencial que já vem sendo afetada por frequentes acidentes na ligação com o Loteamento Morada Park. A sensação é de que essa proposta não irá desafogar o trânsito, como pretendido, mas sim trazer mais prejuízos aos moradores do Jardins”.
Diogo Engel

“O Jardins é um bairro residencial e acho totalmente inadequada a implantação desse sistema binário por lá, permitindo, inclusive, o tráfego de caminhões e ônibus que vêm da orla no sentido Centro. Decidi mudar da avenida Venâncio Flores para o Jardins na expectativa de residir em um local mais tranquilo em relação ao fluxo de veículos e vejo agora que será em vão. Infelizmente, o que percebemos é que a cidade de Aracruz não tem um planejamento eficaz para a mobilidade urbana”.
Edarilson Tessarolo Costa

“O bairro Jardins já recebeu um fluxo considerável de veículos com o loteamento Morada Park, o que reduziu em muito a tranquilidade que tínhamos para praticar esportes ou mesmo passear com as crianças e os pets. Saber desse novo acesso aumenta a nossa preocupação, sobretudo, pelos acidentes que já ocorrem com frequência por aqui”.
Gabriela Engel

PUBLICIDADE

1 COMENTÁRIO

  1. Total desrespeito para com os moradores do bairro jardins, deveriam fazer uma audiência pública com os morador, visando os impactos e benefícios desta obra.
    Sou contra o tráfego de veículos pesado dentro do bairro totalmente residencial.

Comments are closed.