Três em cada 10 cães mais velhos têm insuficiência cardíaca

O alerta, baseado em estudos recentes, é feito pelo médico veterinário Jaime Dias, gerente técnico de animais de companhia da Vetoquinol Saúde Animal

0
6
Foto Ilustrativa: Divulgação

Três em cada 10 cães de meia idade a idosos convivem com a insuficiência cardíaca congestiva, doença crônica que não tem cura. O alerta, baseado em estudos recentes, é feito pelo médico veterinário Jaime Dias, gerente técnico de animais de companhia da Vetoquinol Saúde Animal. A doença é foco da empresa de origem francesa no Setembro Vermelho, campanha em benefício da saúde do coração.

“A insuficiência cardíaca congestiva, também conhecida pela sigla ICC, é um dos problemas cardiológicos mais comuns em pets. Se não houver tratamento adequado, essa enfermidade pode provocar danos irreversíveis à saúde do animal, prejudicando o seu bem-estar e reduzindo sua longevidade. Em vários casos, pode se agravar, levando à morte do nosso companheiro”, informa Dias.

Para identificar as alterações cardíacas o mais cedo possível, é preciso estar atento a alguns sintomas apresentados pelos animais. “Entre os mais importantes sinais indicativos da doença estão cansaço, fraqueza, tosse frequente, dificuldade em respirar, intolerância ao exercício, diminuição do apetite, emagrecimento e desmaios”, detalha o profissional.

Jaime Dias salienta que, “em casos mais avançados, pode haver acúmulo de líquidos nos pulmões e nos membros, com lesões importantes em outros órgãos, como os rins”. Por isso, caso o cão apresente um ou mais sintomas, é extremamente importante que o tutor o leve para consulta com um médico veterinário, que avaliará o caso, solicitará exames e auxiliará no tratamento adequado”.

Dedicada ao bem-estar dos cães, a Vetoquinol desenvolveu UpCard, o primeiro diurético do mundo à base de torasemida, um ingrediente ativo com efeito diurético, que diminui a absorção de sódio e a retenção de líquido de forma rápida. Altamente seguro para cães, o medicamento tem efeito prolongado de 24 horas, o que mantém a diurese mais estável.

PUBLICIDADE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui