Trecho da BR-101 entre Ibiraçu e Viana é um dos 10 mais perigosos do Brasil

No primeiro semestre de 2021 (janeiro a junho – 181 dias) foram registradas uma morte a cada 12 quilômetros na rodovia. De janeiro a 14 de julho deste ano são, em média, cinco acidentes por dia

0
0
Retrato quase que diário da BR-101. Foto: Divulgação

Dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF) apontam o trecho entre os quilômetros 200 e 300 (Ibiraçu, Fundão, Serra e Viana) da BR-101 como um dos 10 mais perigosos do Brasil. No primeiro semestre de 2021 (janeiro a junho – 181 dias) foram registradas uma morte a cada 12 quilômetros na rodovia. De janeiro a 14 de julho deste ano são, em média, cinco acidentes por dia. A rodovia registra também 47 casos de mortes.

Segundo os dados da PRF, até o dia 31 de maio ocorreram 772 acidentes na BR-101, com 47 mortes na pista (não computando as vítimas que morreram em hospitais) contra 674 do mesmo período de 2020, com 40 mortes. O maior número de mortes foi no trecho entre Pedro Canário e Serra, com 21 mortes neste ano (57% do total em toda a rodovia). A violência no trânsito foi maior nos 42 quilômetros da BR-101 que cortam o município de Serra, com nove mortes.

No Trecho Sul, de Viana a Mimoso do Sul, na divisa com o Rio de Janeiro, ocorreram no período 16 mortes (43% do total no Estado), com o maior registro de acidentes com mortes em Viana e Anchieta (quatro em cada). Entre as principais causas de acidentes estão velocidade incompatível, ultrapassagem indevida e deixar de manter distância do veículo da frente.

PUBLICIDADE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui