Tratamento complementar contra doenças e desequilíbrios emocionais

0
110
Dra. Luzia Maria Pasolini Almeida. Foto: Beth Vervloet

Atuando com sucesso conforme relatos de seus pacientes, a farmacêutica homeopata e terapeuta floral Luzia Maria Pasolini, em seus atendimentos em consultório (Vida Produtos Naturais, rua Ademar Bof, n° 8, loja 1, no centro de Aracruz), contribui para o equilíbrio da mente e corpo, harmonizando as emoções através de terapias que tratam o doente e não a doença, com a indicação dos Florais de Bach, Florais Quânticos e Homeopatia.

Compostos por 38 flores onde cada uma corresponde a uma qualidade específica, os Florais de Bach são usados como ferramentas para uma cura básica e profunda. Eles tratam desequilíbrios dos níveis vibratórios, mentais, emocionais e físicos. Tratam um padrão de conduta negativo (medo, incerteza, insegurança, falta de interesse no presente, solidão, hipersensibilidade às influências e ideias externas e/ou cuidado excessivo com os outros) e coloca para a consciência a lição que estamos enfrentando.

“O tratamento com florais harmonizam as energias e ajudam a equilibrar e liberar os padrões negativos nos possibilitando entender conscientemente nosso processo de crescimento”, diz Drª Luzia, acrescentando que, segundo Dr. Bach, “a ação destes florais é elevar nossas vibrações e abrir nossos canais para a receptividade de nosso ser espiritual”.

“Trata-se de uma transformação energética e vibracional capaz mudar a vida das pessoas. A terapia trabalha sutilmente para que o paciente restaure o equilíbrio emocional do seu ser”, continua Drª Luzia, que está no último nível da preparação para se tornar uma Practitioner de Bach, que é o terapeuta formado e registrado no Bach Center.

Drª Luzia utiliza também a Homeopatia, que trata o ‘doente e não a doença’, ou seja, de forma individualizada, visa tratar o paciente como um todo, agindo sobre a causa dos problemas e não sobre os sintomas. Ao contrário do que muita gente pensa, Homeopatia e alopatia não são inimigas do tratamento – elas podem ser usadas em conjunto. A grande vantagem da Homeopatia é que ao tratar a causa dos sintomas, ela mantém o organismo sempre com sua imunidade ativa e livre de efeitos colaterais.

Atua ainda com Terapia em Saúde Quântica, que também é uma forma alternativa e complementar de tratamento para os diversos tipos de desequilíbrio tanto de ordem física quanto emocional e mental. Essa terapêutica visa o tratamento do indivíduo em sua totalidade, onde são tratadas as causas e não apenas os efeitos, afinal, tudo começa na mente e se conecta com o corpo e a alma. “Nessa abordagem a doença do ser humano é avaliada como uma desordem de seus ritmos e ciclos internos. E os produtos frequenciais quânticos têm por objetivo resgatar e realinhar todas as funções orgânicas e naturais do indivíduo”, esclarece Drª Luzia Maria Pasolini.

Agende seu atendimento: (27) 3256-1356 / 98813-3635 (WhatsApp).

Quem é Dra. Luzia Maria Pasolini
Farmacêutica, bioquímica e farmacêutica industrial, formada pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Dra. Luzia Maria Pasolini é especialista em Homeopatia pela Faculdade de Ciências da Saúde de São Paulo (FACIS); Vigilância Sanitária e Vigilância Epidemiológica pela Universidade de Ribeirão Preto (UNAERP), além de especialista em Farmacologia Clínica, Farmácia Clínica e Prescrição Farmacêutica pela MULTIVIX. Atualmente está na fase final do curso de Practitioner do Programa Internacional de Educação de Bach, realizado no Brasil e mais 59 países. Proprietária da Vida Produtos Naturais, em Aracruz, Drª Luzia está no mercado da fitoterapia há 25 anos. Tem importante participação na construção da saúde do município de Aracruz. Junto à secretaria do Estado da Saúde, fez um trabalho relevante ao atuar nas aldeias indígenas Tupiniquim de Aracruz por nove anos, devido terem expressado a necessidade de preservação dos conhecimentos tradicionais paulatinamente submersos em razão da inexistência de registros e da perda dos índios mais idosos. Assim foi realizado um trabalho de resgate do saber desses povos que resultou na publicação da cartilha sobre plantas medicinais ‘Semeando Saúde’, difundida entre o povo Tupiniquim e outros povos, potencializando a propagação da identidade cultural para muitas outras gerações.

PUBLICIDADE