Tráfego pago na BR-101continua levantando suspeita de deputados

A FOLHA DO LITORAL é o único jornal capixaba que divulga mês a mês as tabelas de estatísticas do tráfego pago na BR-101

0
39
Foto: Divulgação/ECO101

Os dados divulgados pela Concessionária ECO101 em seu site, contendo as estatísticas de tráfego pago nas sete praças de pedágio da BR-101, continuam levantando dúvidas entre os deputados integrantes da Comissão de Fiscalização da rodovia na Assembleia Legislativa, que suspeitam de informações inverídicas para que o ‘gatilho’ previsto no contrato com a ANTT seja acionado e os trechos com intenso volume de veículos sejam imediatamente duplicados.

De 18 de maio de 2014 a 30 de junho de 2020 (seis anos e um mês), 154.723.584 veículos diversos pagaram pedágio nas sete praças da BR-101. Houve um aumento no tráfego pago de abril para maio deste ano, de 204.591 veículos, e de maio para junho um novo aumento, de 98.782 veículos. Foram 1.357.537 veículos pagantes em abril, 1.562.128 veículos em maio e 1.660.910 em junho.

Ocorreu um acréscimo de 0,9% no volume de tráfego pago de abril para maio e no mesmo percentual de maio para junho, que teve um tráfego de 1.660.910 veículos. Os números aumentam mês a mês, mas, segundo o relatório de 18 de maio de 2014, quando o pedágio começou a ser cobrado, até o último dia 30 (2.234 dias), foram 154.723.584 veículos pagantes, média inalterável e estranha, de 69.259 veículos/dia, 2.886 veículos/hora ou 49 veículos/minuto.

De janeiro a junho de 2020 (181 dias) foram 12.255.749 veículos pagantes (2.042.624 por mês, ou 68.087 por dia, ou 2.837 por hora ou 47 por minuto). Os números estáveis, praticamente, desde o início da cobrança. A BR-101 necessita de duplicação imediata nos trechos com alto índice de tráfego (Fundão e Serra), São Mateus e Linhares e (Vitória e Cachoeiro de Itapemirim).

Mesmo com 155 milhões de veículos pagando pedágio nos seis anos e um mês de concessão, somente 22,3 dos 475,9 quilômetros entre o trevo de acesso a Mucuri, no Sul da Bahia, e a divisa com o Rio de Janeiro foram duplicados: 1,8 km em Anchieta, 2,2 km em João Neiva, 4,5 km em Ibiraçu, 7,8 km em Iconha (contorno) e 6 km em Viana, além da construção de viadutos. Pelo contrato assinado em 2013 com a ANTT, metade da rodovia já deveria ter sido duplicada. A FOLHA DO LITORAL é o único jornal capixaba que divulga mês a mês as tabelas de estatísticas do tráfego pago na BR-101.

2.234 dias de cobrança (18/05/2014 a 30/06/2020)
2014 (18/05 a 31/12 – 227 dias): 16.684.170 veículos
2015 (365 dias): 25.960.951 veículos
2016 (366 dias): 24.301.869 veículos
2017 (365 dias): 24.527.340 veículos
2018 (365 dias): 25.101.761 veículos
2019 (365 dias): 25.891.744 veículos
2020 (181 dias): 12.255.749 veículos

Total em 2.234 dias: 154.723.584 veículos
69.259 veículos/dia
2.886 veículos/hora
49 veículos/minuto

Fonte: site da ECO101

PUBLICIDADE