Suzano investirá R$ 272,4 milhões na Unidade de Aracruz

Empresa investirá R$ 272,4 milhões na Unidade de Aracruz

0
164
A unidade da Suzano em Aracruz. Foto: Divulgação

A Suzano, referência global na produção de bioprodutos desenvolvidos a partir do cultivo de árvores, anunciou ontem 19, o investimento de R$ 933,4 milhões em três projetos no Espírito Santo: a construção de uma unidade de conversão de papel tissue (papel sanitário) no Sul do Estado, o retrofit de parte da unidade industrial em Aracruz e a expansão da base florestal no Estado.

A divulgação dos projetos ocorreu no Palácio Anchieta, em cerimônia com a presença do governador Renato Casagrande e diretores da Suzano. Os três projetos devem gerar aproximadamente 900 empregos ao longo da execução das obras e serão viabilizados a partir da utilização de créditos de ICMS acumulados pela empresa em função de suas atividades de caráter essencialmente exportador no Estado.

Unidade de papel
A unidade de conversão de papel demandará investimentos de R$ 130 milhões. O empreendimento vai gerar cerca de 300 empregos diretos e indiretos durante a obra e 200 empregos diretos e indiretos na operação, além de fomentar a cadeia de fornecedores de suprimentos e insumo. O início da produção deve ocorrer no quarto trimestre de 2020. A fábrica terá capacidade para converter 30 mil toneladas anuais de papel tissue em produtos acabados. Serão produzidos no local papéis higiênicos de folhas dupla e tripla das marcas Mimmo, que já é líder de mercado no Espírito Santo, e Max Pure. A matéria-prima que abastecerá a unidade será produzida pela própria Suzano na Unidade de Mucuri, no Sul da Bahia.

Retrofit da Unidade de Aracruz
Com investimento previsto de R$ 272,4 milhões, as obras de retrofit na Unidade de Aracruz ampliarão a eficiência energética da fábrica, com mais competitividade e geração de mais energia limpa, cujo excedente será colocado nas redes de transmissão do sistema brasileiro. Durante a execução do projeto, que terá duração de 24 meses, serão gerados aproximadamente 300 postos de trabalho. O investimento vai resultar em uma fábrica mais moderna, eficiente, competitiva e com menor impacto ambiental.

Base florestal
A Suzano também anunciou a expansão da base florestal no Estado, que é estratégico para a empresa. O objetivo é reduzir o raio médio de distância entre os plantios florestais e a fábrica, o que resultará em benefícios ambientais a partir da redução da circulação de veículos transportando madeira por longas distâncias. A empresa planeja investir R$ 531 milhões nesse projeto, por meio de aquisição ou arrendamento de áreas rurais, plantios, conduções e tratos culturais. A iniciativa deve gerar 300 empregos diretos e indiretos nos dois primeiros anos após a obtenção das licenças, além de estimular a cadeia de fornecedores da região e o recolhimento de impostos.

PUBLICIDADE