Suzano intensifica ações de prevenção e combate a incêndios florestais

Empresa conta com um dos mais modernos sistemas de monitoramento em tempo real, cobrindo 96% de sua área florestal no Espírito Santo, Bahia e Minas Gerais

0
21
Foto: Divulgação

O período de estiagem, que vai de agosto a março, é crítico não apenas para o nível dos rios e reservatórios que abastecem as cidades, mas também por ampliar os riscos de incêndios em áreas florestais. A Suzano vem intensificando as ações de prevenção e combate a incêndios florestais em suas áreas.

A empresa dispõe de um moderno sistema de monitoramento capaz de cobrir, em tempo real, 96% da base florestal distribuída em 29 municípios no Espírito Santo, Bahia e Minas Gerais. Além disso, também investe na busca constante por equipamentos de ponta e na contratação e formação de profissionais para fortalecer as operações de combate a incêndios em áreas de florestas plantadas e de preservação ambiental, incluindo reservas naturais e fazendas vizinhas às suas propriedades.

O sistema de proteção florestal da empresa conta com 39 torres de observação estrategicamente posicionadas e três centrais de monitoramento que operam 24 horas, responsáveis por identificar rapidamente eventuais focos de incêndio. Em campo, a proteção florestal conta com 20 equipes de vigilantes brigadistas que fazem ronda 24 horas por dia em pick-ups equipadas e preparadas para fazer o primeiro combate às ocorrências.

O aparato dispõe ainda de 16 caminhões-pipa que, assim como as pick-ups, são equipados com sopradores, abafadores, tanques de água e retardante a chamas, mangueira de longo alcance e outros recursos. Os veículos incluem rastreadores via GPS e tablets para georreferenciamento e localização das ocorrências. Além da infraestrutura relacionada à tecnologia e equipamentos, a Suzano conta com um time treinado para atuar em ocorrências de incêndios florestais e outras situações, tais como furto de madeira, caça e pesca predatórias e outras agressões ambientais.

PUBLICIDADE