Suzano faz parceria com 12 instituições para projetos de geração de renda

A parceria envolve organizações de seis municípios capixabas e o objetivo é contribuir para retirar mais de 850 pessoas da linha de pobreza apenas este ano

0
7
Foto: Divulgação

Em linha com o seu compromisso de, até 2030, contribuir para retirar da linha de pobreza 200 mil pessoas em suas áreas de atuação, a Suzano formalizou parceria com 12 organizações de seis municípios capixabas, visando desenvolver projetos de geração de renda financiados e coordenados pela empresa. O Termo de Cooperação com esta finalidade foi firmado recentemente com instituições dos municípios de Aracruz, Fundão, João Neiva, Ibiraçu, Serra e Cachoeiro de Itapemirim, no Espírito Santo.

As instituições desenvolvem atividades que incluem produção de mel, coleta de sementes nativas, agricultura familiar, agroindústria caseira, triagem e reaproveitamento de materiais recicláveis e artesanato. A Suzano destinou quase R$ 800 mil para financiar ações de capacitação e fortalecimento das redes de comercialização, além de incentivar o empreendedorismo entre as comunidades, com enfoque especial no público jovem e em mulheres.

As instituições contempladas são as associações de Catadores de Materiais Recicláveis de Aracruz (Recicle), Ibiraçu (Ascomçu) e Cachoeiro de Itapemirim (Ascomirim); o Centro de Triagem de Materiais Recicláveis de João Neiva (CTJON); Associação Apícola da Região de Ibiraçu (Apisa); Associação Amigos da Justiça, Cidadania, Educação e Arte; Associação Menino Jesus (AMJ); Criarte; Cufa/ES (Associação Cultural, Social e Esportiva); Projeto Crubixá José Homem Justo e Instituto Nós Mulheres.

Gerson Peixoto, consultor de Desenvolvimento Social da Suzano, explica que o objetivo é, até o final de 2022, cadastrar 925 participantes nos projetos apoiados, contemplando 2.814 pessoas (participantes e respectivos familiares). A presidente da Associação Amigos da Justiça, Cidadania, Educação e Arte, Pollyanny Siqueira Silva Santos, destaca a importância dessa parceria para incentivar o empreendedorismo local.

O projeto conta com o Ateliê Social Arte (ASA), que já produz diversos artigos e irá reaproveitar uniformes descartados pela empresa para fazer artesanato (bolsas, ecobags, necessaire e outros), contemplando 25 mulheres. Em outra frente, o apoio da Suzano também viabilizará cursos de capacitação sobre corte de cabelo para jovens com idade entre 18 e 20 anos atendidos no Projeto Anjo.

PUBLICIDADE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui