SPC promove feirão on-line para renegociar dívidas

Dependendo do atraso do contrato, os descontos nos juros e na multa chegam a 100%

0
25
Foto Ilustrativa: Divulgação

Segue até o próximo dia 20 o feirão on-line do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) para consumidores que precisam renegociar dívidas e limpar o nome. Dependendo do atraso do contrato, os descontos nos juros e na multa chegam a 100%. Participam o Banestes e as financeiras Agoracred e Dacasa, entre outras empresas.

No site www.feiraoonlinespc.com.br, o consumidor encontra os ícones das empresas participantes e as condições oferecidas por elas. Ao acessar o link “clique aqui e negocie”, o consumidor será direcionado para o canal de atendimento do credor ou para o site do SPC, onde deverá fazer um breve cadastro para ter acesso às dívidas registradas em seu CPF.

A plataforma do SPC apresenta propostas para pagamento à vista ou parcelado em até 10 vezes. Após a negociação, o consumidor poderá baixar os boletos com as novas condições de pagamento que foram acordadas na própria plataforma, que envia automaticamente uma cópia do novo contrato para o e-mail cadastrado. Quem preferir pode baixar gratuitamente o aplicativo Feirão Online SPC 2020, disponível para Android e iOS.

O feirão é promovido pelas Câmaras de Dirigentes Lojistas (CDLs) da Grande Vitória, porém quem residem no interior do Estado e tem dívida com a Dacasa Financeira, por exemplo, pode aproveitar a oportunidade para voltar a ter crédito.

AS CONDIÇÕES

Agoracred Financeira – Descontos de até 100% nos juros de atraso e na multa, dependendo do atraso do contrato. Contratos com atraso superior a 60 dias, o cliente poderá parcelar a dívida em até 24 vezes, a depender do saldo em atraso.

Banestes – Descontos de até 100% de multas e juros de mora, além de alongamento do prazo da dívida. Dívidas referentes a cheque especial, cartões de crédito, crédito pessoal, microcrédito, consignado, adiantamento de 13º salário e antecipação de Imposto de Renda poderão ser negociadas.

Dacasa Financeira – A instituição vai negociar dívidas a partir de 121 dias de atraso. As condições do cliente serão levadas em conta na hora da negociação, para que seja elaborada uma proposta condizente com a disponibilidade do consumidor, com parcelamento e descontos.

PUBLICIDADE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui