Segunda pesquisa FOLHA DO LITORAL/BRAND: 39% dos eleitores de Aracruz estão indecisos

Dr. Coutinho tem 6,8% de vantagem sobre Alcântaro na menção espontânea e 8,2% na estimulada

0
1011

Cerca de 39% dos eleitores de Aracruz responderam na segunda pesquisa FOLHA DO LITORAL/BRAND (registrada no TRE-ES sob número ES-09292/2020) para as eleições municipais de 15 de novembro próximo, que não sabem ou ainda não escolheram o candidato a prefeito, quando perguntados de forma espontânea.

Com os nomes citados na menção estimulada, o número de indecisos cai para 13%. Dr. Luiz Coutinho (Cidadania) tem 19,8% de menção de votos na pesquisa espontânea e 28% na estimulada, contra 13% e 19,8%, respectivamente, de Alcântaro Filho (PSD). As diferenças a mais para o médico são, respectivamente, de 6,8% e 8,2%, pequenas para dizer que a eleição está definida.

Na sequência dos votos espontâneos aparecem, pela ordem, o major Wallace Vieira (PRTB) com 7,3%, Jones Cavaglieri (Solidariedade) com 6,3%, Evilasio Costa (PDT) com 2%, Paulo Neres (PSC) e Adilson Simão (PT) com 0,5%, cada.

Quando o eleitor é perguntado: “sendo estes os candidatos registrados, se a eleição fosse hoje, em quem votaria?”, o ex-vereador Luiz Carlos Coutinho (Cidadania), que tinha 20,5% na primeira pesquisa, agora tem 28%. O vereador Alcântaro Filho (PSD), que tinha 23,3% da preferência, teve o percentual reduzido para 19,8%; vindo em seguida o major Wallace Vieira (PRTB), com 10,3%, contra 6,5% da primeira pesquisa.

Ainda na pesquisa estimulada, agora caindo para o quarto lugar, com 9,3% dos votos, o mesmo percentual da pesquisa anterior, vem o prefeito Jones Cavaglieri (Solidariedade); seguido de Evilasio Costa (PDT) com 4,3% (tinha 3% na anterior); Paulo Neres (PSC) permaneceu com 2,3%, assim como Adilson Simão (PT) com 0,8%. Os eleitores que não sabem, não responderam e indecisos somam 17,3%, contra 20,3% da pesquisa anterior.

Os números, no momento, indicam uma eleição indefinida para a Prefeitura de Aracruz, pois o número de eleitores indecisos, apesar de cair de 64,8% na primeira pesquisa para 39%, ainda é muito alto na menção espontânea, quando os nomes dos candidatos não são citados, que somados aos votos brancos/nulos e os de quem não irá votar, totalizam 50,8%, ou seja, a metade do eleitorado. Na menção estimulada, quando os nomes são citados, os indecisos, que somavam 34,3% na primeira pesquisa, agora são de 13%, que somados aos votos brancos/nulos e os de quem não irá votar, totalizam 24,6%.

O intervalo de confiança estimado na pesquisa é de 95% (noventa e cinco por cento) para uma margem de erro máxima estimada, considerando uma técnica de amostragem aleatória simples, de aproximadamente 4,9 (quatro vírgula nove) pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados obtidos.

 

Campanha polarizada entre Dr. Coutinho e Alcântaro

A segunda pesquisa da parceria Brand/FOLHA DO LITORAL para monitorar as eleições municipais em Aracruz ouviu a opinião de 400 eleitores entre os dias 24 e 27 de outubro, por meio de entrevistas telefônicas. Os resultados divulgados nesta edição revelam o cenário eleitoral faltando duas semanas para as eleições, com tendência de polarização entre Dr. Coutinho e Alcântaro Filho, segundo revela Lucas Margotto, analista-chefe da Brand Pesquisas.

Margotto acredita que hoje, a 15 dias do pleito, é Dr. Coutinho que tem a maior probabilidade de ser eleito. “Mas o jogo ainda não acabou. Fortes emoções marcarão as próximas semanas. A conferir”, destaca. Outro dado interessante que a pesquisa revela: quando perguntados sobre quem acham que vai ganhar a eleição, independentemente de sua opção de voto, os eleitores se dividem quase na mesma proporção e 30% acreditam que será Coutinho, enquanto 27% acham que será Alcântaro, o que pode ser um alento para o candidato do PSD.

“Neste momento a eleição continua aberta e será decidida entre os dois candidatos que mais mobilizam eleitores, Dr. Coutinho e Alcântaro. Quem errar menos na estratégia e conseguir convencer a maior fatia de indecisos, ou souber tirar votos dos outros candidatos que não têm mais chances eleitorais, será o vitorioso”, diz Lucas.

Segundo ele, os resultados desta segunda rodada de pesquisa Brand/FOLHA DO LITORAL indicam que, embora sete candidatos estejam concorrendo ao cargo de prefeito de Aracruz, a tendência de polarização vai se cristalizando. Se na pesquisa anterior, divulgada há 14 dias, Alcântaro e Dr. Coutinho apareciam tecnicamente empatados, dentro da margem de erro da pesquisa, agora Coutinho se isola na liderança da intenção de voto, com 28%, deixando para trás Alcântaro, que tem 20% da preferência dos entrevistados.

“Quando analisamos os recortes da pesquisa nos estratos por região, vemos que Dr. Coutinho está consolidado entre os eleitores do Litoral e zona rural, e Alcântaro está mais forte na Sede 2 (Bela Vista, Fátima, Jequitibá e seu entorno); Jones e o Major Wallace pontuam acima de suas médias também nessa região de coleta e na zona rural. Evilásio Costa é mais apreciado na Sede 1 (Centro, De Carli, Guanabara, Guaxindiba, Vila Nova e seu entorno), enquanto Adilson Simão têm mais votos no Litoral, e Paulo Neres na Sede 2 e Litoral”, analisa Margotto.

Pela análise detalhada dos números, Alcântaro está melhor entre eleitores dos 25 aos 44 anos; já Dr. Coutinho se consolida entre aqueles com mais de 45 anos. A eleição ficará entre esses dois candidatos, sem sombra de dúvida. Os demais, ainda que se esforcem nesta reta final de campanha, têm baixíssima chance de vitória. Jones, por exemplo, amarga a maior rejeição de todos, com 44% dos entrevistados afirmando que jamais votariam nele. E com um percentual baixo de indecisos na menção estimulada, na casa dos 13%, há pouco espaço para recuos ou mudança de opinião dos eleitores. Entre os que escolheram Dr. Coutinho, 75% disseram que seu voto está decidido e não muda mais; já entre os que votariam em Alcântaro esse percentual é de 62%, indicando um eleitor menos fiel do que os do seu principal adversário.

Metodologia

A pesquisa Brand/FOLHA DO LITORAL entrevistou, por telefone, 400 eleitores residentes em Aracruz, maiores de 16 anos, entre os dias 24 e 27 de outubro. A margem de erro estimada é de 4,9% em um intervalo de confiança de 95%. O plano amostral foi elaborado pela estatística Miriam Ignácio de Almeida, profissional com registro no CONRE 6ª Região. A pesquisa encontra-se registrada no Tribunal Regional Eleitoral sob o protocolo ES-09292/2020. Foram entrevistados 49% de eleitores do sexo masculino e 51% do sexo feminino. Em relação às faixas etárias, 70% da amostra contemplou eleitores com idades entre 25 e 59 anos, enquanto 13% eram jovens dos 16 aos 24 anos e 17% dos entrevistados tinham mais de 60 anos. Na distribuição geográfica, por região de moradia, a pesquisa alcançou 57% de moradores da sede, 29% do litoral e arredores, e 14% da zona rural de Aracruz. De acordo com o instituto Brand, a pesquisa telefônica representa em sua amostra o total do eleitorado do município e foi realizada desta forma para evitar o contato pessoal entre pesquisadores e respondentes, respeitando o distanciamento social e os protocolos sanitários definidos pelas autoridades de Saúde. As entrevistas foram aplicadas por entrevistadores treinados para abordagens telefônicas e as ligações feitas para aparelhos celulares, utilizados por aproximadamente 90% da população.

PUBLICIDADE