Secretaria de Portos autoriza obras marítimas da Imetame em Aracruz

A expectativa é que a unidade entre em operação em um prazo de três anos

0
194
O porto prestará serviços logísticos que envolvem offshore, cargas gerais, contêineres e granéis sólidos, líquidos e gasosos. Foto: Divulgação

Em reunião virtual organizada pela senadora Rose de Freitas na noite de terça-feira 14, a Imetame Logística Porto recebeu a autorização da secretaria de Portos (SEP) para o início das obras marítimas em Aracruz, com a assinatura do aditivo do contrato de adesão. O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, autorizou o desenvolvimento e a conclusão das obras do porto, assinou o termo aditivo do contrato e anunciou que o aviso foi publicado no Diário Oficial da União.

Com conceito multipropósito, o Porto da Imetame está modelado para atender os mais diversos setores produtivos com serviços de apoio à importação e exportação de cargas, como também embarque e desembarque de contêineres, carga geral, grãos e granéis líquidos. Além disso, toda a programação será eletrônica, desenhada para uma operação 100% automatizada e apta para a próxima geração de navios do Brasil.

Segundo o diretor executivo da Imetame, Gilson Pereira, a primeira fase da obra do porto terá investimento de R$ 1,2 bilhão. Além disso, o projeto vai possibilitar cerca de 400 empregos diretos e receber navios com calado de até 16 metros. Pereira projetou a conclusão do projeto em três anos, a partir de todas as confirmações do ministro Tarcísio Freitas de que a cessão de áreas onerosas pertencentes à União – consideradas necessárias para os investimentos previstos para o terminal – será solucionada junto à secretaria do Patrimônio da União (SPU).

A expectativa é que a unidade entre em operação em um prazo de três anos. Com esta autorização, a empresa aguarda apenas a assinatura do contrato de cessão com a secretaria de Patrimônio da União (SPU), que se encontra em tramites finais de análise, para o início efetivo das obras marítimas do complexo portuário em Barra do Riacho.

Durante o pico das obras do porto estão previstas a geração de 650 empregos diretos e mais 300 indiretos. Para a etapa de operação, quando o porto entrar em atividade com a sua capacidade máxima, estão estimadas 640 oportunidades diretas e outras 1.000 indiretas. As informações sobre as vagas serão divulgadas assim que o empreendimento estiver mais próximo ao início da construção, nos canais de comunicação da empresa e outros a serem definidos.

OPINIÕES
“Uma excelente notícia. Só posso definir dessa forma a autorização, por parte do Governo Federal, para o desenvolvimento e conclusão das obras do Porto da Imetame, em Aracruz. Posso dizer que estou feliz duplamente: porque Aracruz é a minha cidade e porque esse é um investimento de grande porte que trará ainda mais receita para o desenvolvimento do Espírito Santo. Uma outra questão que merece destaque é que esse investimento vai oferecer 400 vagas de empregos diretos. Em um momento delicado em que estamos vivendo, com a pandemia da covid-19, a abertura desses postos de trabalho faz renascer as esperanças de dias melhores a algumas famílias de nosso Estado. Além do mais, é um fato importantíssimo para o reaquecimento futuro de nossa economia. Quero parabenizar a direção do Porto da Imetame pela ousadia e pelo volumoso investimento”.
Erick Musso
Presidente da Assembleia Legislativa

“Parabenizei o empresário Etore Cavallieri pela autorização do ministro Tarcísio Freitas, um passo importante para as obras do Porto da Imetame. Grande conquista dos capixabas e para o Espírito Santo. Ótima conquista para a nossa região”.
Marcus Vicente
Secretário estadual de Desenvolvimento Urbano

PUBLICIDADE