SAMU inicia operação em Aracruz, Ibiraçu e João Neiva

O serviço realiza atendimento pré-hospitalar com prioridade para casos de risco à vida

0
69
Ambulâncias do SAMU em João Neiva. Foto: Divulgação/PMJN

Já estão em operação em Aracruz, Ibiraçu e João Neiva as ambulâncias do Serviço Móvel de Urgência (SAMU). Trazido para a região pelo Governo do Estado por indicação do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Erick Musso, o serviço, que é composto por equipes especializadas e está à disposição da população 24 horas, teve início no último dia 15.

Em Aracruz, são três ambulâncias, sendo uma de suporte avançado (UTI Móvel), com base na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Vila Rica, e duas de suporte básico, com base nas unidades de saúde de Coqueiral e Jacupemba. O SAMU iria funcionar na Central de Ambulâncias da prefeitura, que repensou a estratégia. A nova distribuição – sede, orla e extremo norte do município – foi pensada visando assegurar menor de tempo de resposta aos chamados.

Ibiraçu recebeu uma ambulância do SAMU, que tem base na rua João Alves da Mota Júnior, no Centro. Já João Neiva recebeu duas unidades móveis, sendo uma de suporte avançado e outra de suporte regular. A base delas fica situada na antiga sede da secretaria municipal de Saúde.

Acessado gratuitamente pelo número 192, a partir de qualquer telefone, fixo ou móvel, o SAMU tem como objetivo chegar precocemente à vítima após ter ocorrido alguma situação de urgência ou emergência que possa levar a sofrimento, a sequelas ou mesmo à morte. São urgências situações de natureza clínica, cirúrgica, traumática, obstétrica, pediátrica, psiquiátrica, entre outras.

O SAMU PODE SER ACIONADO EM CASOS DE:
– Acidente de trânsito com vítima;
– Afogamento;
– Choque elétrico;
– Dificuldade de respirar/engasgo;
– Dor forte no peito (infarto);
– Ferimento causado por arma de fogo ou arma branca;
– Intoxicação (envenenamento);
– Parada cardiorrespiratória;
– Queda grave e fratura;
– Queimadura grave;
– Surto psiquiátrico;
– Suspeita de acidente vascular cerebral (derrame);
– Trabalho de parto com risco de morte para a mãe ou para o bebê.

Fonte: Governo do Estado

PUBLICIDADE