Reeleito presidente da Assembleia Legislativa, Erick Musso quer união para crescimento do Estado

Ao iniciar o terceiro mandato consecutivo no comando do Legislativo capixaba (2017/18, 2019/20 e 2021/22), Musso pregou união entre os poderes, as entidades de classe e a sociedade civil organizada

0
12
Membros da Mesa Diretora eleita para o biênio 2021-2022: Raquel Lessa (3ª secretária), Dary Pagung (1° secretário), Marcelo Santos (1° vice-presidente), Erick Musso (presidente), Coronel Alexandre Quintino (2° secretário), Dr. Rafael Favatto (2° vice-presidente) e Adilson Espindula (4° secretário). Foto: Ellen Campanharo

Com grande capacidade de articulação, o deputado Erick Musso (Republicanos) conseguiu construir uma unidade política e foi eleito mais uma vez presidente da Assembleia Legislativa, com 28 dos 30 votos possíveis. Ao iniciar o terceiro mandato consecutivo no comando da Casa (2017/18, 2019/20 e 2021/22), ele pregou união entre os poderes, as entidades de classe e a sociedade civil organizada para o crescimento do Estado.

A eleição para os integrantes da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa ocorreu na tarde da última segunda-feira 1°. A 1ª vice-presidência segue com o deputado Marcelo Santos (Podemos) e o 2° vice-presidente agora é Dr. Rafael Favatto (Patriota). Já Dary Pagung (PSB), Coronel Alexandre Quintino (PSL), Raquel Lessa (Pros) e Adilson Espindula (PTB) são, respectivamente, o 1°, 2°, 3° e 4° secretários.

No discurso da vitória, Erick Musso lamentou as milhares de mortes por covid-19 no Estado e no país. Ele reforçou que este ano será tão difícil quanto o que passou em virtude da permanência dos efeitos da pandemia do novo coronavírus em vários segmentos. “Estamos vivendo efeitos econômicos e sociais que não podem ser negligenciados. Por isso foi construída uma estratégia de união de forças, não de divisão. O progresso só advém da união”, afirmou.

O presidente destacou ações da Assembleia Legislativa que ajudaram os municípios afetados pelas enchentes de janeiro de 2020, como a aprovação de projetos que deram origem ao ‘Cartão Reconstrução’ para pessoas e empresas e o ‘Fundo de Reconstrução ES’, além da arrecadação de mais de 100 toneladas de alimentos que foram enviados para os atingidos. Musso também prometeu expandir os serviços ofertados pela Casa à população, ampliar a acessibilidade (durante a sessão começou a funcionar a transmissão em Libras) e aumentar o uso da tecnologia, que foi importante na elaboração de iniciativas como a ‘Assembleia Cidadã’ e o ‘Ales Digital’.

Musso finalizou o discurso agradecendo a confiança do governador Renato Casagrande (PSB) e assegurou que continuará trabalhando de forma harmônica e independente pelo desenvolvimento do Espírito Santo. “Só a união salvará nosso país, deixando para trás toda e qualquer diferença. Deixo claro que os deputados e as deputadas podem contar comigo, com o diálogo permanente da Mesa Diretora”, concluiu.

Pandemia

Outro ponto da fala do presidente Erick Musso tratou das ações da Assembleia Legislativa durante a pandemia do coronavírus, como o reconhecimento de calamidade pública para 57 municípios capixabas, a permissão para o Executivo reverter valores de mais de 25 fundos públicos para o caixa estadual e a autorização para o Estado participar do chamado Fundo de Aval. “Foi um ano atípico 2020 e quase três mil proposições foram protocoladas. Não paramos, trabalhamos ainda que de forma remota, em reuniões virtuais, realidade imposta pelo contexto da crise de saúde pública”, ressaltou.

Musso ainda salientou que o início da vacinação traz esperança para todos e frisou que a Assembleia Legislativa aprovou projeto que permite ao Governo do Estado negociar insumos diretamente com os laboratórios, desde que tenham aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) ou de determinadas agências internacionais.

A votação

Depois do início dos trabalhos da sessão híbrida, Erick Musso abriu o prazo para a inscrição das chapas e passou a presidência da sessão para Doutor Hércules (MDB), com os deputados Danilo Bahiense (sem partido) e Vandinho Leite (PSDB) como secretários. Somente a chapa vencedora foi apresentada. Em seguida passou-se à votação nominal. Apenas os deputados Iriny Lopes (PT) e Sergio Majeski (PSB) se manifestaram de forma contrária à chapa.

PUBLICIDADE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui