Querido Povo de Deus, Saúde e Paz no Senhor!

Por Dom Joaquim Wladimir Lopes Dias

0
16

No momento em que atingimos a triste realidade de 100 mil mortes devido à pandemia da Covid-19, a Diocese de Colatina, mais uma vez, coloca-se em postura de oração pelos nossos irmãos e irmãs falecidos e, ao mesmo tempo, solidariza-se com as famílias enlutadas. É tempo de renovar nossa fé na ressurreição e estender nossa solidariedade além fronteiras!

Aos que enfrentaram a triste experiência de um velório e um sepultamento no seio de sua família, sem a devida proximidade ao seu ente querido, mais uma vez, nossas orações e comunhão fraterna.

Em meio à dor e ao sofrimento, não se esqueçam de acreditar em Deus como amigo da vida (Sb 11,26). Rogamos a Ele no intuito de encontrarmos meios mais eficazes para enfrentar o momento presente. Que políticas mais comprometidas com o bem-estar de todos sejam planejadas e oferecidas. A política tem que ser pautada pelo bem comum (EG 205).

Ao mesmo tempo, que a tão desejada vacina possa ser descoberta e socializada de forma igualitária em nível mundial. Peçamos a Deus para que cada um compreenda e assuma seu papel histórico neste momento. Não somos uma ilha! Temos que pensar na pessoa e na coletividade, precisamos cuidar de todos!

Que nossa consciência nos leve a um horizonte de postura generosa e cuidadora. Em sentido mais religioso, é tempo de “uma espiritualidade da solidariedade global que brota do mistério da Trindade!” (LS, 240).

No âmbito de nossas comunidades, não esqueçamos as palavras do Papa Francisco em sua Exortação Apostólica Evangelii Gaudium, quando diz: “A missão é uma paixão por Jesus, e simultaneamente uma paixão pelo seu povo” (EG 268). Que não sejamos indiferentes aos que sofrem devido ao coronavírus nos dias de hoje. São nossos irmãos e nossas irmãs, precisam do nosso apoio e carinho. São filhos e filhas de Deus!

Enraizados e alimentados na esperança que brota do Evangelho, que possamos vislumbrar, num tempo oportuno, o retorno às celebrações presenciais, às práticas sacramentais e às atividades pastorais em todos os níveis. Nossa maneira de ser Igreja é bela e contagiante.

Somos povo santo, devotado ao Deus da vida e à vida plena para todos! Que o Senhor nos abençoe com muita saúde, paz e sabedoria! Muitas bênçãos!

O autor é bispo da Diocese de Colatina

PUBLICIDADE