Professores devem ser incluídos em grupo prioritário da vacina

Presidente da Comissão de Educação na Assembleia Legislativa, o deputado Bruno Lamas, anunciou que profissionais da área serão priorizados assim que o Estado comprar vacinas diretamente de laboratórios

0
25
Foto: Tonico

Por Marcos Bonn

Os profissionais da educação serão priorizados na vacinação contra a covid-19 assim que o Governo do Estado conseguir comprar o imunizante diretamente dos laboratórios. A informação foi dada pelo deputado Bruno Lamas durante audiência pública realizada na Assembleia Legislativa.

“Os profissionais de educação serão prioridade e priorizados no momento da chegada da vacina”, revelou o parlamentar na reunião que debateu a imunização desse grupo. Bruno Lamas afirmou que as chances de o Estado comprar as vacinas são enormes, porque o Estado faz parte de um consórcio com outras unidades da Federação.

Representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Espírito Santo (Sindiupes) relataram a falta de segurança que os professores sentem com o retorno das aulas presenciais. A diretora Noêmia Simonassi cobrou a aprovação de um projeto de lei em tramitação na Casa que inclui a categoria como prioridade na vacinação – a matéria é de autoria de Bruno Lamas.

Para o diretor Ildebrando Paranhos, os professores estão com a parte psicológica abalada por causa da exigência de volta das aulas presenciais. No final do ano passado e no início de 2020, lembrou que pelo menos seis escolas sofreram com surtos do novo coronavírus.

PUBLICIDADE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui