Paróquia São João Batista divulga trajeto da procissão de Corpus Christi

Antes da procissão, que percorrerá por trechos de pelo menos 12 bairros de Aracruz, haverá Missa Solene virtual às 15h

0
357
Este ano, no domingo de Páscoa, o padre Antonio Luiz Pandolfi percorreu com o Santíssimo Sacramento em uma procissão feita em uma viatura do Corpo de Bombeiros pelas ruas de Aracruz. Foto: Divulgação/PSJB

A Solenidade de Corpus Christi (a expressão significa, em latim, “corpo de Cristo”), nesta quinta-feira 11, será diferente na Paróquia São João Batista, em Aracruz. Por conta da pandemia do novo coronavírus, não haverá confecção dos tapetes com cenas e símbolos importantes da fé católica. O Santíssimo Sacramento, contudo, não deixará ser levado às ruas na data que é uma das principais do calendário religioso católico. Em carro aberto, após missa transmitida pelo YouTube às 15h, o padre Antonio Luiz Pandolfi percorrerá por trechos de pelo menos 12 bairros da cidade com o ostensório no qual está a hóstia consagrada. Pandolfi pede para que os fiéis ornamentem janelas ou varandas.

Da Igreja Matriz, a procissão de Corpus Christi – passando pelo viaduto Ivany Pedrini, a avenida Venâncio Flores e rua Mário Silva Leal – segue para o bairro Vila Nova. De lá, percorrerá trechos dos bairros Guaxindiba; São Marcos; Cupido; Planalto e Guanabara. Depois, retorna para a avenida Venâncio Flores até acessar a rua Padre Luiz Parenzi em direção aos bairros Vila Rica e São Camilo. Em seguida, passando pela rodovia Luiz Theodoro Musso; a avenida Florestal e a avenida Morobá, segue para o bairro Jardins. Por fim, passando pelas ruas Professor Lobo; Padre Luiz Parenzi e Quintino Loureiro, vai até o edifício Ravenna, de onde retorna à Igreja Matriz, passando pela rua Alegria.

Embora móvel, a celebração de Corpus Christi – criada no século XIII – sempre ocorre em uma quinta-feira, 60 dias após a Páscoa, em alusão à Santa Ceia. No sacramento, o pão que é consumido simboliza o corpo de Cristo, e o vinho, seu sangue.

PUBLICIDADE