Primeira colaboradora a operar viatura de inspeção na Eco101 quebra tabu

Roberta Silva entrou na Eco101 como operadora de pedágio e conta que sempre quis trabalhar na condução da viatura

0
34
Foto: Divulgação/Eco101

Estamos em março, mês que é celebrado o Dia Internacional da Mulher. Neste ano, na Eco101, concessionária que administra a rodovia BR-101 no Espírito Santo, Roberta Silva chegou para agregar a equipe da operação de tráfego da rodovia, sendo a primeira mulher a ocupar o cargo.

Aos 23 anos, Roberta conta que sempre quis trabalhar na condução da viatura: “Entrei na Eco101 como operadora de pedágio, onde atuava desde então. Em janeiro deste ano, a Eco101 divulgou um processo seletivo interno e não pensei duas vezes, fiz as entrevistas, participei da seleção e aqui estou: totalmente realizada”.

Foto: Divulgação

A BR-101/ES/BA possui 475,9 quilômetros, que vão desde Mimoso do Sul até o trevo de Mucuri, na Bahia. Além de inspecionar 32 quilômetros da rodovia, do km 292 ao km 324, entre Cariacica e Guarapari, Roberta tem contato direto com os usuários quando acionada ou quando identifica alguma pessoa que precisa de apoio.

“Quando realizo o atendimento, muitas pessoas acham diferente, ficam observando atentamente o que faço e a maioria pergunta se eu aguento trabalhar no trecho, principalmente quando vou recolher alguma recapagem da pista e trocar pneus. Mas para tudo existe técnica e eu sempre digo que você só vai saber se vai dar certo se tentar. E eu estou aqui a cada dia superando um desafio e realizando o meu sonho”, ressalta.

Para aprender as técnicas, atendimento de ocorrências e procedimentos, Roberta contou com o apoio do Cilas Nascimento, operador de tráfego há mais de oito anos na Eco101. De acordo com ele, Roberta vem se destacando e já recebeu elogios pelo atendimento prestado: “É uma evolução e uma tendência. Muitas pessoas ainda afirmam que o trabalho de inspeção do tráfego é só para homens, mas esse pensamento é ultrapassado. Tudo depende da força de vontade, independente do gênero”.

Paixão que vem de berço

Desde os 11 anos, Roberta ajudava o seu pai, Ademir Roberto, que tinha um ferro velho. Emocionada, ela conta que ele faleceu há um mês e que ele sempre acreditou no seu potencial. “Ele foi o meu maior incentivador e eu estou aqui para dar orgulho a ele até o final”, ressalta.

Orgulho em fazer história

De acordo com o gerente de Atendimento ao Usuário, Christian Tanimoto, é uma grande satisfação contar com a Roberta no time da operação de tráfego: “Depois de passar pelas etapas do processo seletivo, a colaboradora foi devidamente capacitada para exercer a sua atividade. Eu já passei pelo cargo no início da carreira e a rotina é diferenciada, pois a cada dia há algo novo, sendo um grande desafio para todos, independente do gênero. Roberta vem se superando a cada dia e demonstrando que mulher pode, sim, estar onde ela quiser”. Um dos principais motivos para Roberta querer fazer parte da operação foi a liberdade e a oportunidade de ter contato com as pessoas, além de ser apaixonada por dirigir. “Me sinto grata à Eco101, lisonjeada e honrada em ser a primeira mulher a ocupar o cargo. Vim para fazer história”.

PUBLICIDADE