Prefeitura de Aracruz gasta R$ 106 mil com empresa da Serra para produzir vídeos

O contrato, assinado pela secretária municipal de Saúde, Clenir Sani Avanza, vai contra os pedidos feitos pelo prefeito Jones Cavaglieri à população, de valorização do comércio e das empresas locais

0
967
Sede da Prefeitura Municipal de Aracruz. Foto: Divulgação/Secom

Um edital publicado hoje 06 no Diário dos Municípios, revela que a Prefeitura de Aracruz, aproveitando a decretação de situação de emergência e pedindo à Assembleia Legislativa a decretação de estado de calamidade pública, além de ignorar empresas tradicionais e antigas na cidade, optou por contratar, sem licitação, pelo valor de R$ 106 mil, a empresa AIE Cinema Ltda., sediada no bairro de Bicanga, na Serra.

O contrato, assinado pela secretária municipal de Saúde, Clenir Sani Avanza, vai contra os pedidos feitos pelo prefeito Jones Cavaglieri à população, de valorização do comércio e das empresas locais. O objeto é para a produção de vídeos para enfrentamento à pandemia Covid-19.

A AIE Cinema é uma Sociedade Empresária Limitada de Serra, fundada em 20 de setembro de 2010, tendo como principal função as atividades de produção cinematográfica, vídeos e programas de televisão, com o CNPJ nº 12.628.672/0001-25 e endereço na rua Goiás, 120, Aptº 101, no bairro de Bicanga, na Serra, enquadrada como microempresa e faturamento presumido de R$ 81.001 a 360.000 por ano. Pela lógica, o contrato em Aracruz significa 29,4% do seu faturamento anual.

A secretaria de Comunicação da prefeitura foi acionada por whatsupp e e-mail, mas até o fechamento da reportagem não foi enviada a resposta sobre que utilidade tem esta contratação e em que canais os vídeos serão exibidos.

Reprdoução/Diário dos Municípios
PUBLICIDADE