Portocel atesta excelência operacional no embarque de peça de 250 toneladas

O Manifold, produzido em Aracruz pela Imetame, foi embarcada no navio Aker Wayfarer

0
211
O Manifold, equipamento utilizado nas operações submarinas de petróleo e gás, embarcado no Portocel. Foto: Divulgação

Transformado em porto de negócios, com completa infraestrutura e expertise em operação portuária para movimentar cargas diversas, criando soluções integradas e eficientes adequadas às necessidades de cada cliente, o Portocel, em Barra do Riacho, além da celulose da Suzano, passou a embarcar equipamentos diversos, entre eles, recentemente, o Manifold, equipamento utilizado nas operações submarinas de petróleo e gás, que pesa 250 toneladas, tem 16,5 metros de comprimento, 9 metros de largura e 5 metros de altura.

A peça, produzida em Aracruz pela Imetame, foi embarcada no navio Aker Wayfarer, de propriedade da Aker Solutions, empresa especializada em prover soluções para a indústria de petróleo e gás. Iniciada às 13h30 do dia 24 de julho, a operação foi concluída com sucesso no dia 25, às 8h. O manuseio do equipamento é uma operação especial de elevada complexidade, dadas as dimensões do equipamento, exigindo apuro técnico das equipes envolvidas.

Na primeira fase da operação, a peça foi transportada via terrestre, sobre um conjunto de eixos, até o Portocel, onde foi armazenada e preparada para o embarque. Em uma segunda fase da movimentação, o equipamento foi embarcado no navio. O Portocel já operou anteriormente com esse tipo de peça, mas movimentar um equipamento de grandes dimensões é sempre um desafio. “Nosso porto está preparado para operar com cargas diversificadas de maneira eficiente e ágil”, destaca Julio Cesar Lourenço, Gestor Comercial & Novos Negócios do Portocel.

Equipamento foi fabricado pela Imetame

Em parceria com a empresa norueguesa Aker Solutions, a Imetame iniciou em sua unidade de Aracruz a fabricação de oito peças gigantes, batizadas como manifolds, que injetam materiais a 2,5 mil metros de profundidade durante a exploração de petróleo e gás na camada do pré-sal. As unidades variam de peso, entre 10 a 250 toneladas.

O presidente da indústria, Étore Cavallieri, informou em reportagem anterior da FOLHA DO LITORAL, que os “manifolds” são equipamentos essenciais no processo de injeção, pois melhoram a produtividade dos poços de petróleo. São desenhados para operar no fundo do mar, com a função de concentrar a produção de diversos poços de petróleo de um determinado campo antes de direcioná-la para a plataforma na superfície.

Os equipamentos também têm como função receber água e gás da plataforma para injeção nos poços conectados. Além da fabricação, montagem e testes, a Imetame faz o transporte terrestre e o embarque dos equipamentos nos navios.

PUBLICIDADE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui