Polícia Militar adere ao Projeto K-9 em Aracruz

Equipe K-9 ajuda no combate ao tráfico de drogas

0
222
Em menos de seis meses de início do Projeto K-9 na área do 5° BPM, a cadela Pandora já participou de mais de 50 ocorrências, apreendendo 18 armas de fogo e aproximadamente 1,2 mil unidades de entorpecentes. Foto: Divulgação/5° Batalhão da PMES

O 5° Batalhão da Polícia Militar (5º BPM), sediado em Aracruz e com abrangência nos municípios de Fundão, Ibiraçu e João Neiva, aderiu ao Projeto K-9, de operações com cães treinados. O cabo Thaymir e o soldado Henrique Garcia fizeram o curso de condutor de cães policiais e são os responsáveis pela cadela Pandora, da raça pastor alemão.

Segundo os militares, o treinamento da Pandora é constante, pois devem mantê-la sempre ativa para estimular suas capacidades olfativas e manter a relação afetiva com seus condutores. Garcia ainda desmistificou um assunto bastante comentado, onde as pessoas acreditam que o cão é viciado em entorpecentes, porém, muito pelo contrário. Segundo ele, Pandora nunca ingeriu nenhum entorpecente. Seu treinamento é baseado somente no odor da droga, onde são utilizadas estratégias para que o cão busque esses materiais nas operações policiais.

Em menos de seis meses de início do Projeto K-9 na área do 5° BPM, Pandora já participou de mais de 50 ocorrências, apreendendo 18 armas de fogo e aproximadamente 1,2 mil unidades de entorpecentes. O resultado tem sido expressivo e a colaboração da Pandora para as apreensões de entorpecentes e armas tem colocado o 5º BPM em evidência nessas ações.

O início do uso de cães nas atividades policiais no Estado começou na década de 70, quando foi implantado o primeiro canil na antiga sede do 1° Batalhão, em Maruípe, Vitória. A Companhia Independente de Operação com Cães (CIOC), atual Unidade gestora do uso desse recurso operacional, possui como atividade a utilização da capacidade olfativa dos cães para a detecção de armas e munições, entorpecentes e substâncias explosivas, além de ajudar na busca e captura de bandidos.

PUBLICIDADE