Ocorrências de trânsito aumentam em Aracruz e Região

Recém-incorporado às operações de fiscalização realizadas pelo 5° BPM, um drone tem ajudado os policiais a identificar possíveis irregularidades

0
71
Avenida Venâncio Flores, no bairro Vila Nova, em Aracruz. Foto (drone): Divulgação/5° BPM

O número de ocorrências de trânsito (com e sem vítimas) registradas nos seis primeiros meses deste ano nas áreas urbanas e em rodovias estaduais dentro da área de abrangência do 5° Batalhão da Polícia Militar (Aracruz, Fundão, Ibiraçu e João Neiva) aumentou 12,55% em relação ao mesmo período do ano passado. Foram 413 registros no primeiro semestre de 2021 contra 367 primeiro semestre de 2020.

Se consideradas apenas as ocorrências com vítimas parciais, o aumento foi de 55,14%. Foram 166 registros entre janeiro e junho deste ano contra 107 entre janeiro e junho de 2020. Já se contabilizadas somente as ocorrências com vítimas fatiais, o aumento foi de 16,66%, sendo que houve seis registros no primeiro semestre de 2020 e um a mais neste ano.

Considerando apenas as ocorrências registradas nas rodovias estaduais fiscalizadas pelo 5° BPM (ES-010, ES-124, ES-257, ES-261, ES-445, ES-456 e ES-458), o aumento entre o primeiro semestre de 2020 e igual período de 2021 foi de 25,83% (saltou de 120 para 151) no total geral e de 27,77% (passou de 48 para 63) nas ocorrências com vítimas parciais. Já as ocorrências com vítimas fatais se mantiveram iguais nos períodos comparados (6 a 6).

Também houve aumento de 50,90% no número de autos de infração de trânsito lavrados entre a metade deste ano (2.573) e a metade do ano passado (1.705). O número também é 58,33% maior em relação ao registrado no primeiro semestre de 2019.

Recém-incorporado às operações de fiscalização realizadas pelo 5° BPM, um drone tem ajudado os policiais a identificar possíveis irregularidades. “A ferramenta também pode ajudar a levantar pontos considerados críticos no trânsito para que seja melhorada a fluidez, além de proporcionar mais segurança na abordagem policial e, sobretudo, para o motorista que dirige respeitando as normas de circulação e limites de velocidade”, destacou o tenente Adilton Rangel, chefe da Seção de Trânsito do 5° BPM, reforçando que “o condutor, seja motorista ou motociclista, deve praticar o respeito e a responsabilidade no trânsito”.

PUBLICIDADE