Moradores dizem que ETE devolve água sem tratamento a córrego em Aracruz

SAAE diz que trabalha com qualidade

0
38
Os esgotos são lançados in natura no córrego Piranema

Moradores da região do bairro Morobá, em Aracruz, reclamam que a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Piranema não está devolvendo ao córrego de mesmo nome a água tratada. “A promessa era de que água com 90% de grau de pureza seria devolvida ao córrego Piranema. Contudo, não é o que está ocorrendo. Sem sequer concluir a interligação das residências locais à rede de esgoto, o SAAE passou a cobrar uma taxa absurda na conta de água. Querem que os moradores paguem por um serviço que não existe. Isso é inadmissível”, diz o líder comunitário Uerlem da Silva Herculano.

O córrego Piranema deságua na região do antigo quiosque Pedro Blank, no balneário de Barra do Sahy. Na última quarta-feira 09, representantes da Associação de Moradores do Bairro Morobá (AMBM) fotografaram o esgoto in natura correndo no curso d’água, a um quilômetro da ETE Piranema. “O que esperávamos era ver esta ETE removendo as cargas de poluentes do esgoto e devolvendo ao meio ambiente o efluente tratado. Lamentavelmente, flagramos o contrário”, frisa Herculano.

Desde outubro do ano passado, quando a ETE foi inaugurada, a Associação cobra a finalização das obras de interligação das residências à rede de esgoto para, somente assim, haver cobrança de taxa pelo serviço.

O OUTRO LADO
Em nota, o SAAE informou que a ETE Piranema continua a produzir esgoto dentro do padrão de qualidade exigido pelas leis ambientais, e que inclusive promove a reabilitação do córrego Piranema. A nota também diz que ainda existem lançamentos de esgoto doméstico bruto no curso d’água. Sobre a cobrança de coleta e tratamento de esgoto, o SAAE afirma que ela é efetuada somente para os clientes atendidos pelo serviço. Dúvidas podem ser esclarecidas nos telefones 115 ou 0800 283 9590. A autarquia ainda informou que está em fase final de elaboração dos projetos executivos de engenharia para, a partir daí, viabilizar os recursos necessários para a implantação das obras de interligação na região do bairro Morobá, as quais universalizarão a coleta e tratamento de esgoto na sede de Aracruz.

PUBLICIDADE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui