Jornalista publica e-book com a história do bairro Coqueiral em Aracruz

Live de lançamento ocorre na próxima quinta-feira 27, às 20h, no Instagram e YouTube

0
127
O e-book trata do passado, presente e futuro do bairro, com histórias vivenciadas pelos moradores entrevistados em uma versão atualizada. São relatos envolventes e que retratam um pouco mais de quatro décadas de existência de Coqueiral de Aracruz. Foto: Divulgação

Um e-book com a história atualizada do bairro Coqueiral, em Aracruz, será lançado em live na próxima quinta-feira 27 pela jornalista Luiza Medina, que reside na localidade e em 2015 publicou o livro-reportagem físico “Coqueiral de Aracruz: Histórias que contam a História”. A transmissão ao vivo ocorre às 20h, no Instagram da autora (@luiza_medina) e no seu canal no YouTube.

A autora fez o livro-reportagem físico como Trabalho de Conclusão do Curso (TCC) de Jornalismo, em 2013. A ideia de publicá-lo surgiu após a sua apresentação, e teve o apoio de familiares, amigos e moradores do bairro e agora conta o que a motivou a fazer o e-book. “Me sinto realizada com a publicação do livro físico, porque foi o primeiro registro histórico do bairro e foi um sucesso. Já para o e-book, a ideia veio a partir do artigo sobre os desafios enfrentados por um escritor novato para publicar um e-book, na minha pós-graduação (Comunicação Integrada e Novas Mídias), em que vi os benefícios e as possibilidades de ter um maior alcance de leitores com o livro digital”, explica Luiza.

Além disso, a jornalista disse que o e-book é resultado da Lei Aldir Blanc. “No final de 2020, participei do edital da Aldir Blanc disponibilizada pelo município e tive o período de quatro meses para executar o projeto. Missão cumprida: eis aqui o meu e-book com a história do bairro Coqueiral”, destaca Luiza.

Para o e-book atualizado com a história da Coqueiral, a escritora entrevistou 25 moradores, pesquisou documentos de arquivos do CEDOC da Fibria (hoje Suzano), antiga Aracruz Celulose, e do Clube da Orla, além de arquivos pessoais dos moradores entrevistados. Em 152 páginas, a jornalista conta como tudo começou, como foi a vida dos moradores pioneiros, como está o bairro hoje e o que os moradores esperam do futuro. Maiores informações podem ser obtidas no telefone (27) 99897-2882 ou no e-mail [email protected]

PUBLICIDADE