Homem é preso em Fundão por maus-tratos a cadela

O animal estava sendo maltratado em uma casa na localidade conhecida como Beco do Cigano

0
82
A cadela pit bull com cerca de dois anos estava sem comida e água

Um homem foi preso na tarde de segunda-feira 19 por causa de maus-tratos cometidos contra uma cadela da raça pit bull, com cerca de dois anos, que estava amarrada e sem comida em uma residência no balneário de Praia Grande, em Fundão. A cadela foi resgatada pela CPI dos Maus-Tratos contra os Animais, da Assembleia Legislativa, em ação realizada na localidade conhecida como Beco do Cigano.

A cadela, que deu cria há cerca de dois meses, foi retirada da residência com apoio de uma veterinária voluntária e da Polícia Civil. O tutor, W. F. M., foi autuado e preso em flagrante por crimes de maus-tratos pelo delegado Geraldo Rodrigues da Silva, responsável pelo plantão da Delegacia de Aracruz.

A CPI recebeu denúncia, muito bem fundamentada, com fotos, relatando a situação de maus-tratos desse animal. O denunciante aguardou a diligência da CPI, sem dar divulgação nas redes sociais, para evitar que o tutor retirasse o animal da residência”, explicou a presidente da CPI, deputada Janete de Sá.

Ela continuou: “fomos ao local e resgatamos a cadela que estava em situação de sofrimento. O animal corria risco de enforcamento, estava caquético, preso em um local insalubre, sem água, sem comida, com escoriações e pulgas pelo corpo. Diante da gravidade do caso, retiramos o animal e o levamos para uma clínica veterinária”.

Esta foi a segunda prisão realizada no Estado em menos de uma semana, depois que passou a vigorar a nova lei que prevê aumento da pena e prisão para quem maltrata cães e gatos, com proibição de fiança. Nos casos de flagrante, o agressor é preso e levado à audiência de custódia. A CPI dos Maus-Tratos contra os Animais recebe em média 150 denúncias por mês. As denúncias devem ser encaminhadas para o e-mail defesadosanimaises@gmail.com

PUBLICIDADE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui