História da pesca artesanal em Santa Cruz é resgatada por projeto de animação

Os filmes, depois de prontos, serão exibidos pela internet, distribuídos para cineclubes, acervos de escolas e outras instituições de interesse, assim como inscritos em festivais

0
16
Divulgação

As histórias de pescadores artesanais do distrito de Santa Cruz, em Aracruz, serão contadas em curtas metragens desenvolvidos em parceria com os alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Santa Cruz, por meio do projeto “Oficina de Cinema de Animação – Pesca Artesanal”, idealizado pelo artista, biólogo e fotógrafo Bruno Cabús e a produtora cultural Mayta Lara, com apoio da Fundação Renova.

Os curtas serão compostos por desenhos feitos à mão, utilizando a técnica de rotoscopia, que consiste na criação de sequências animadas desenhando as imagens de um vídeo real, quadro a quadro. A transformação dos desenhos em animação será feita por Bruno e Mayta. Os filmes, depois de prontos, serão exibidos pela internet, distribuídos para cineclubes, acervos de escolas e outras instituições de interesse, assim como inscritos em festivais.

“O produto final do projeto terá toda originalidade e diversidade dos traços dos estudantes participantes e contará sobre a pesca artesanal da região, da qual muitas famílias tiram seu sustento”, destaca Bruno Cabús, que atua desde 2008 como arte-educador de cinema de animação. Ele trouxe a técnica da rotoscopia para o projeto através de uma experiência que teve em Pernambuco. “Produzi um videoclipe de uma banda de Recife, com 120 animadores. Um ano de coleta de desenhos de animadores do Brasil inteiro”, relembra.

Por conta da pandemia, os 60 participantes receberam um kit contendo todo o material para a produção e aprendizado de desenhos animados em casa. Os desenhos feitos pelos estudantes foram digitalizados e editados em um filme para cada turma. Os resultados serão divulgados em breve no YouTube. Mais informações podem ser obtidas no perfil @animapescarte no Instagram.

PUBLICIDADE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui