Guaraná celebra Dia Nacional do Imigrante Italiano

O evento também lembrou os 75 anos da tomada de Monte Castelo, na Itália, pelos expedicionários brasileiros durante a Segunda Guerra

0
54
Réplica do navio La Sofia foi uma das atrações do evento. Foto: Divulgação/Casa d'Italia do Espírito Santo

Na última sexta-feira 28, o distrito de Guaraná, em Aracruz, foi palco das comemorações no Estado pelo Dia Nacional do Imigrante Italiano (21/02), instituído em 2008 para homenagear o maior movimento migratório internacional da história do país. Organizado pela Associação Italia Unita e outras entidades da comunidade italiana no Espírito Santo, o evento também lembrou os 75 anos da tomada de Monte Castelo, na Itália, pelos expedicionários brasileiros durante a Segunda Guerra.

Aracruz, de acordo com o Instituto Casa d’Italia do Espírito Santo, foi o município que recebeu a primeira grande leva de imigrantes italianos para o Brasil: a Expedição Tabacchi, em fevereiro de 1874, há 146 anos. Hoje, o distrito de Guaraná é referência na preservação da cultura italiana. Não à toa, foi escolhido como palco do evento que reuniu comitivas de descendentes italianos oriundos de diversos municípios do Estado.

Presença marcante, Altivo Vedova, de 99 anos, ex-combatente, ítalo-capixaba, que atuou diretamente nos confrontos para a tomada de Monte Castelo, foi novamente condecorado pelo Exército Brasileiro. Houve ainda homenagens post mortem na cerimônia organizada por Rodolfo Sperancin Della Valentina. Sócio e membro da Associação Nacional dos Veteranos da Força Expedicionária Brasileira (ANVFEB), ele reside em Guaraná e realiza o acompanhamento aos últimos 10 veteranos da Segunda Guerra que vivem no Espírito Santo.

Animado por grupos de dança e por tocadores de concertina e com momentos reservados à degustação de iguarias típicas da culinária italiana, o evento também homenageou descendentes de imigrantes italianos que vieram para o Espírito Santo. Caso de Antonio Angelo Zurlo, do Circolo Trentino di Santa Teresa, ativo participante e representante da comunidade ítalo-capixaba, que foi agraciado com o Registro de Entrada de Imigrante (documento emitido pelo Arquivo Público) do seu bisavô, Abramo Zurlo, que chegou ao Estado com a Expedição Tabacchi, acompanhado pela esposa e nove filhos.

Dia Nacional do Imigrante Italiano
O Brasil celebra oficialmente, em 21 de fevereiro, o Dia do Imigrante Italiano. A data foi escolhida para relembrar a chegada em Vitória do navio La Sofia, em 21 de fevereiro de 1874, que ficou marcada como o início do processo de migração em massa de italianos para o Brasil. Segundo o projeto de lei que instituiu a data, de autoria do ex-senador capixaba Gérson Camata (1941-2018), o objetivo é “prestar a devida homenagem ao imigrante italiano, que, vindo de terras tão distantes, aqui se instalou e se fez gente nossa”.

PUBLICIDADE