Governador apresenta relatório de gestão

A mensagem do chefe do Executivo comunicando a apresentação do relatório da administração foi anunciada pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado Erick Musso, que confirmou a presença de Casagrande em plenário

0
20
Casagrande durante sessão especial da Assembleia em que apresentou o relatório de atividades a serem desenvolvidas por ele. Foto: Tati Beling

A prestação de contas do governador Renato Casagrande à Assembleia Legislativa será de forma presencial, na segunda-feira 07, às 15 horas, na sessão ordinária. A mensagem do chefe do Executivo comunicando a apresentação do relatório da administração foi anunciada pelo presidente da Casa, deputado Erick Musso, que confirmou a presença de Casagrande em plenário.

“Surgiram algumas dúvidas, então vale esclarecer que o governador estará presente durante a sessão híbrida para a prestação de contas”, explicou Musso. Na mensagem, o governo já pedia que o Legislativo deliberasse sobre a forma como se daria a agenda de modo a prevenir o contágio pelo novo coronavírus. As sessões ordinárias estão em formato híbrido, com parte dos deputados participando de forma remota e outros, presencialmente. Já as demais atividades, como reuniões de comissões e audiências públicas, seguem em formato de videoconferência.

O deputado Sergio Majeski lembrou que a prestação de contas costuma ser bastante concorrida e com o plenário cheio, inclusive com a equipe do chefe do Executivo. “Vai ser um prazer imenso receber o governador, mas precisamos ter cuidado. Se ele vem, que venha com um ou dois assessores, no máximo. Mas sem lotar esse plenário para não colocar a saúde de todos em risco”, disse o parlamentar.

O líder do governo, deputado Dary Pagung, disse que haverá todo o cuidado por parte do governo. “Não tenho nenhuma dúvida de que o governador será bastante coerente nessa visita. Podemos ficar bem tranquilos porque não haverá aglomeração, conforme a orientação das autoridades de saúde”.

Sobre a agenda, o deputado Doutor Hércules solicitou que a Mesa Diretora avalie o melhor critério para a participação dos deputados durante a prestação de contas, levando em consideração que parte do Plenário segue em trabalho remoto. “É preciso avaliar como será a participação para que nenhum deputado saia prejudicado. Sobre a aglomeração em plenário, não há nenhuma necessidade de plateia, nem mesmo nas galerias. Não é momento para isso”, opinou.

PUBLICIDADE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui