Fornecimento de água tratada na orla aumentou 35%

Apelidada de capital capixaba do desenvolvimento, Aracruz consolida o seu crescente potencial para a atração de novos investimentos econômicos e vem sendo preparado para ser um dos municípios com maiores condições de desenvolvimento nos próximos anos

0
24
Os serviços eram prestados pelo SAAE. Foto: Arquivo

Faltando 16 dias para a eleição, os eleitores de Aracruz entram na reta final para a escolha do futuro prefeito do município. Nesta sexta reportagem sobre os desafios ao futuro administrador, como forma de contribuir para uma gestão transparente e que venha ao encontro dos anseios dos moradores, a FOLHA DO LITORAL traz o aumento de 35% nos serviços de água tratada na orla, com a troca do SAAE pela Cesan nos serviços que o atual gestor deixará para o seu sucessor.

A Cesan é responsável pelos serviços de saneamento em 53 dos 78 municípios capixabas e agora atende a cerca de 40 mil moradores das localidades de Balneário do Sauê, Barra do Riacho, Barra do Sahy, Caieiras Velha, Coqueiral, Mar Azul, Santa Cruz Itaparica, Praia dos Padres, Putiri, Rio Preto e Vila do Riacho.

Apelidada de capital capixaba do desenvolvimento, Aracruz consolida o seu crescente potencial para a atração de novos investimentos econômicos e vem sendo preparado para ser um dos municípios com maiores condições de desenvolvimento nos próximos anos.

Para isso, o sistema de abastecimento de água e esgotamento sanitário na orla, polo naval do Estado, necessitou da mudança nos serviços, com a troca do SAAE pela Cesan, que tem maior capacidade de atendimento. A atual gestão municipal deixará para o sucessor serviços de melhoria da qualidade de vida, preservação ambiental e atração de empreendimentos de diferentes segmentos para gerar emprego e renda.

Melhoria de 45% no tratamento de esgotos

A partir do trabalho administrativo e técnico do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Aracruz (SAAE) nos últimos três anos e meio, a Prefeitura de Aracruz aumentou a disponibilidade de água tratada em 30%, com a substituição de equipamentos obsoletos por outros de melhor tecnologia, além do treinamento de pessoal, e elevou o índice de cobertura de coleta e tratamento de esgoto de 10% para 45%. Foram instaladas em torno de 9.000 m³ de redes de esgoto e 18.000 m³ de redes de água na orla.

Uma conquista importante foi a obtenção de recursos financeiros do Governo do Estado, que em cinco anos investirá, por intermédio da Cesan, R$ 150 milhões para a universalização da coleta e tratamento de esgotos na orla, bem como para ampliação do sistema de abastecimento de água no litoral aracruzense, podendo este valor de investimento chegar a R$ 200 milhões em final de plano.

Em Vila do Riacho e Barra do Riacho a Cesan herda os projetos básicos executivos relativos ao sistema de coleta e tratamento de esgotos, desenvolvidos pelo SAAE. Os serviços agora prestados pela empresa estadual beneficiarão as grandes empresas, como o Estaleiro Jurong e o futuro porto da Imetame, que enfrentavam sérios problemas no abastecimento de água em quantidade e qualidade, e esgoto canalizado e tratado.

PUBLICIDADE