Evilasio Costa: as lições do coronavírus

A reportagem da FOLHA DO LITORAL, Evilasio Costa fala da necessidade que todo ser humano deveria ter de ressignificar os acontecimentos para evitar sofrimentos exagerados

0
Evilasio Costa é administrador de empresa, empresário e palestrante motivacional. Foto: Arquivo pessoal

Otimista por natureza, o administrador de empresa, empresário e também palestrante motivacional, Evilasio Costa, vem encantando as plateias com seu jeito peculiar de transformar limão em limonada. Sempre focado na solução, e nunca no problema, ele afirma que é possível enxergar o lado do positivo de todas as tragédias, especialmente do coronavírus, que colocou o mundo em quarentena.

Nesta entrevista, Evilasio Costa fala da necessidade que todo ser humano deveria ter de ressignificar os acontecimentos para evitar sofrimentos exagerados. Homem de fé, ele acredita que o vírus, que começou a fazer estragos na China e se espalhou pelo mundo, está trazendo duas lições preciosas para toda a humanidade: necessidade de recolhimento e consciência do coletivo.

O Sr. revela uma calma surpreendente diferente de tudo que estamos vendo hoje no mundo em função do coronavírus. Qual o segredo?

Evilasio – A vida vai ensinando coisas preciosas pra a gente. Eu penso que o sofrimento é sempre maior quando não aceitamos o que está diante de nós. Eu acredito piamente no que está escrito na Bíblia: não cai uma folha sequer de uma árvore sem que Deus permita. Sendo assim, temos que concluir que estamos diante de um importante aprendizado. Não sabemos ainda o seu significado real, nem o que representa para a evolução do planeta, mas é aprendizado que está vindo com o consentimento do Criador da vida. Tudo que nos acontece tem o propósito de nos fazer evoluir, seja pelo amor ou pela dor. Essa certeza me tranquiliza bastante.

Na sua visão, não há motivo então para o pânico?

Evilasio – O pânico só atrapalha. Ao invés de entrar em desespero, devemos fazer rigorosamente o que os infectologistas e demais profissionais da área da saúde estão recomendando. Todo mundo já sabe o que deve fazer, hoje ninguém pode reclamar de falta de informação. A imprensa está fazendo brilhantemente o seu papel, informando a população sobre todos os procedimentos para se conter o avanço do coronavírus. Com disciplina, bom senso e amor ao próximo, vai ser mais fácil impedir que ele se espalhe e faça mais vítimas.

O Sr. fala em aprendizado. Qual é o aprendizado o coronavírus está trazendo para a humanidade?

Evilasio – Na minha opinião, são dois aprendizados importantes: necessidade de recolhimento e consciência do coletivo. Eu fico aqui me perguntando: será que a humanidade não se distraiu em excesso com os prazeres do mundo material e negligenciou demais com o plano espiritual? É flagrante o desequilíbrio. Talvez para nos proteger de nós mesmos, o universo esteja nos dando esse remédio amargo para retornamos ao nosso estado natural de equilíbrio e paz.

E a consciência do coletivo, o que tem a ver com o coronavírus?

A internet fez com que todos se contentassem em viver ilhados, cada um cuidando do seu próprio quadradinho, num egocentrismo explícito, sem nenhuma consciência do coletivo. A vida em comunidade está virando coisa do passado, isso é muito perigoso, visto que é na convivência que a gente cresce e evolui.

Inclusive, grandes pacifistas, como Mahatma Gandhi, disseram que a humanidade é a nossa verdadeira família. Será que essa consciência vai nascer a partir dessa tragédia?

Evilasio – Pode ser, os caminhos da vida são misteriosos, crescemos pelo amor e pela dor. O importante neste momento, na minha opinião, não é perder tempo imaginando o propósito que existe por trás dessa pandemia, mas começar a cuidar uns dos outros como membros de uma mesma família. Não importa se foi o morcego que gerou todo esse caos, se foi uma operação macabra para quebrar o sistema financeiro e tornar os chineses donos do mundo… são suposições que não vale a pena discutir agora, o que temos que fazer, e rápido, é cuidar da própria higiene e exacerbar o sentimento da solidariedade. Somos irmãos afinal de contas.

Em suas palestras sobre autoconhecimento, o Sr. destaca muito a importância de higienizar a mente e o coração. Isso também ajuda?

Evilasio – Claro que sim. Pensamentos, sentimentos e palavras são energias. Se são nocivos, fragilizam o corpo e criam condições para que o coronavírus se espalhe. A pergunta talvez não seja “por que isso está acontecendo”, mas sim “o que podemos fazer para vencer essa coisa?” Importante neste momento não é caçar culpados, nem falar do que não sabemos, mas focar na solução, com a mente e o coração no coletivo. A humanidade já enfrentou outras pandemias tão devastadoras como esta, e venceu! Podemos muito bem suspender os abraços e os apertos de mão temporariamente. A causa é nobre. Eu, inclusive, suspendi as minhas palestras para evitar aglomerações, como estão recomendando os profissionais da saúde.O recolhimento que o coronavírus está nos obrigando a fazer vai ampliar a nossa consciência e fazer de nós seres humanos mais cooperativos e amorosos. Confiar na medicina e aumentar o tempo de conversa com Deus, essa é a minha receita.

PUBLICIDADE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui