Erick Musso: Por que sou pré-candidato ao governo estadual?

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Erick Musso (Republicanos), pré-candidato ao Governo do Estado, intensifica a cada dia as visitas aos municípios

0
78
O deputado Erick Musso concedeu várias entrevistas à imprensa do Sul do Estado

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Erick Musso (Republicanos), pré-candidato ao Governo do Estado, intensifica a cada dia as visitas aos municípios. Sobre a sua intenção em se candidatar ao cargo máximo na política capixaba, Musso destaca que “a minha principal motivação é olhar para quem mais precisa. O Espírito Santo tem hoje mais de 390 mil pessoas que não sabem o que vão comer no dia de amanhã, isso segundo indicadores do Banco Mundial”.

E continua: “Desde criança aprendi o que é empatia. Me colocar no lugar do próximo fez com que eu pudesse ver o mundo com outros olhos. Entrei na política para que pudesse mudar a realidade de quem mais precisa, e esse é meu propósito como político e como pessoa. Farei todos os esforços possíveis para que todo cidadão capixaba possa se alimentar dignamente. É um problema que podemos resolver”.

Em recente visita a Cachoeiro de Itapemirim, para diversas entrevistas com o pessoal da imprensa do Sul, Erick Musso visitou o Hospital Evangélico e a Santa Casa. Na cidade ele encontrou com algumas lideranças religiosas para mais troca de ideias, com mais colaboração para a melhoria de vida dos capixabas, e ainda participou do lançamento da pré-campanha do candidato a deputado federal, Diego Libardi.

Sempre ácido em relação à gestão do governador Renato Casagrande (PSB) em todos os sentidos, Musso afirma que o Espírito Santo não se modernizou, apesar de ter um “colchão financeiro” que possibilitaria investimentos mais ousados em diversas frentes. “Se você sai da Grande Vitória, o sinal de celular some. Não há gestão no turismo, apesar da nossa vocação natural. Estamos sendo comandados há 20 anos pela mesma dupla de governadores que já deu o que tinha que dar. É hora de avançar, modernizar e construir um Estado que funcione de verdade e voltado para todos os capixabas”, disse em sua entrevista de 20 minutos ao Portal MovNews.

Para Erick Musso, o governo erra na escolha do material humano que escolhe para gerir pastas importantes, como a Saúde: “Não é possível ver um garoto de 15 anos morrer dentro de uma ambulância sem que nada seja feito. Pelo contrário, responsabilizaram o médico, que não tem estrutura de trabalho no Estado”, acusou.

PUBLICIDADE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui