Erick Musso e Jones estudam abertura de hospital na orla de Aracruz

Principais lideranças políticas de Aracruz, Erick Musso e Jones Cavaglieri se unem no enfrentamento ao novo coronavírus

0
332
Jones Cavaglieri e Erick Musso. Foto: Divulgação

No combate a pandemia do novo coronavírus, e com o objetivo único de salvar vidas, o esforço no município de Aracruz tem sido em conjunto entre as diferentes esferas do poder público estadual e municipal. O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Erick Musso e o chefe do executivo municipal, Jones Cavaglieri, se reuniram mais uma vez, na tarde de ontem 11, para dar seguimento às tratativas de combate a covid-19. Na reunião, boas notícias para os aracruzenses: Erick Musso articulou, junto ao Governo do Estado, a ida de 10 respiradores para a cidade, que vão permitir a abertura do primeiro hospital da orla, em Barra do Riacho, e ainda deve levar mais cinco mil testes para a cidade, para identificar os infectados e isolá-los para evitar a transmissão, achatando a curva de disseminação do vírus no município.

Os equipamentos são mais um importante recurso para o enfrentamento à doença, que já matou 18 pessoas no município e contaminou outras 220, segundo dados divulgados no último dia 11, pelo Boletim Epidemiológico da secretaria municipal de Saúde. Já os testes rápidos vão avaliar um número maior de pessoas e, com isso, os técnicos de saúde do município conhecerão melhor o avanço da doença na região e traçar estratégias de combate mais eficientes para enfrentar a disseminação do vírus Sars-CoV-2, causador da covid-19.

O presidente da Assembleia, deputado Erick Musso, que teve a covid-19 e se tratou exclusivamente no SUS, sendo atendido pela equipe multidisciplinar de saúde do município, destacou que o momento é de unir forças para combater a doença. “O momento é de unirmos nossos esforços e salvar vidas, tentar com todas as forças combater o novo coronavírus e prestar um atendimento de saúde com cada vez mais qualidade a nossa população. Não é hora de divergências e sim de união. Não é momento de fazer política, o momento é de olhar para as pessoas, salvar vidas”, frisou.

O prefeito Jones Cavaglieri também acredita que a união de forças é o caminho para enfrentar a mais grave crise sanitária de todos os tempos e faz um apelo as lideranças da sociedade de Aracruz, pedindo mais apoio para enfrentar os desafios da pandemia. De acordo com o Cavaglieri, um desses desafios, e que está prestes a ser concluído, é o hospital da Orla de Aracruz. O prefeito agradeceu e informou que conta com o empenho e o prestígio do presidente Erick Musso para ajudar o município. “Juntos somos mais forte e venceremos essa pandemia. O presidente da Assembleia, deputado Erick Musso, além de uma grande liderança um forte e importante aliado”, disse o prefeito.

HOSPITAL DA ORLA
No final do mês de maio, o presidente da Assembleia Legislativa conseguiu habilitar, junto ao Governo do Estado, o primeiro hospital da orla, que ficará na Barra do Riacho (antiga UPA) e, com a chegada dos respiradores, deve ser inaugurado em breve. A previsão é que o hospital tenha 37 leitos, que poderão atender a pacientes com suspeitas da covid-19, dando suporte de retaguarda aos hospitais de referência do estado. O hospital também viabilizará o acesso mais próximo da casa do cidadão que mora na região de abrangência da orla de Aracruz e permitirá respostas mais eficientes aos atendimentos de urgência e emergência.

A prefeitura reformou e ampliou a UPA da Barra do Riacho para entregar à população o primeiro hospital da Orla de Aracruz. “Agora, vamos dar o passo adiante. Um hospital de pequeno porte totalmente equipado para atender os doentes mais graves vitimados pelo coronavírus. Não há tempo a perder. Preservar e salvar vidas humanas é nossa maior preocupação”, enfatizou o prefeito.

A secretária municipal de Saúde, Clenir Avanza, que tem sido igualmente incansável no combate à doença, disse que o novo hospital terá 37 leitos separados por enfermaria, UTI e isolamento e destacou a união das forças políticas de Aracruz. “Precisamos destacar que essa vitória é o resultado do esforço mútuo, de pessoas de coragem, como o presidente Erick Musso e o prefeito Jones Cavaglieri. No momento de pandemia do novo coronavírus, em que vemos gastos enormes com a saúde pública brasileira, teremos um grande avanço com os leitos, apenas readequando os fluxos de atendimento”, ressaltou.

Ainda de acordo com a secretária de Saúde, ainda não existe data definida para o funcionamento do HPP de Barra do Riacho, mas a previsão é de que, quando começar a operar, os leitos sejam totalmente equipados para os atendimentos de urgência e emergência, com equipe de médicos e enfermeiros capacitados para realizarem os atendimentos mais diversos, como partos de emergência e outras intercorrências emergenciais. “Quando em funcionamento, o hospital de Barra do Riacho vai diminuir os impactos do colapso do SUS com o avanço do novo coronavírus, além de absorver as demandas que iriam para as UPAS de Vila Rica e Jacupemba”, falou.

Os leitos de terapia prolongada no hospital da orla vão desafogar a demanda dos hospitais estaduais, que já seguem com alta taxa de ocupação perto do limite crítico de 90%, o que poderia levar o Governo do Estado a adotar medidas mais rígidas de restrição de circulação de pessoas e funcionamento do comércio.

SAMU
O deputado Erick Musso, o prefeito Jones Cavaglieri e a secretária de Saúde Clenir Avanza ainda conversaram sobre a ida do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o município. A obra de adequação do espaço na Central de Ambulância está em fase final e já recebeu a vistoria da Coordenação Estadual de Urgência e Emergência da Secretaria de Estado de Saúde e da Coordenação do Samu Metropolitano de Vitória. A expectativa é de que o serviço seja concretizado em menos de 30 dias para que o serviço comece a operar na região.

Segundo o prefeito de Aracruz, com a união de esforço e determinação, a população contará, em breve, com a unidade do Samu, para oferecer um atendimento muito mais rápido. O serviço no município funcionará 24 horas por dia com equipes de profissionais de saúde, como médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem e condutores socorristas que atenderão às urgências de natureza traumática, clínica, pediátrica, cirúrgica, gineco-obstétrica e de saúde mental da população.

OUTRAS AÇÕES
Várias medidas foram adotadas em Aracruz desde a deflagração da pandemia e a assinatura do primeiro decreto de situação de emergência em saúde pública. O comércio está funcionando em horários alternados, evitando a aglomeração de pessoas, o uso da máscara é obrigatório e uma parceria com a Portocel intensificou a divulgação por meio de outdoor e carros de som, conscientizando e orientando a população sobre cuidados e ações realizadas. Além disso, a cidade conta com 50 leitos de retaguarda nas UPAs.

PUBLICIDADE