Duplicação do Trecho Norte da BR-101 não será feita na Rebio de Sooretama

O anúncio foi feito pelo presidente da Comissão Externa de Fiscalização do Contrato da BR 101/ES na Câmara Federal, deputado Ted Conti

0
105
Os 25 km da BR-101 na área da Rebio de Sooretama não serão duplicados

Se não for mais uma promessa política, parece que finalmente o Ibama irá liberar o licenciamento ambiental para que a Concessionária Eco101 inicie as obras de duplicação do trecho Norte da rodovia BR-101, excluindo do benefício o trecho de 25 quilômetros da área de impacto da Reserva Biológica de Sooretama (Rebio), que compreende a própria área de florestas e mais a reserva anexa da Vale. O anúncio foi feito pelo presidente da Comissão Externa de Fiscalização do Contrato da BR 101/ES na Câmara Federal, deputado Ted Conti.

O parlamentar relatou a decisão que teria sido tomada durante reunião realizada com a ANTT, o Ibama e o ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas. “A boa notícia é que o trecho de 25 km que compreende a Reserva de Sooretama vai ficar fora do contrato de duplicação. Nós vamos duplicar da Serra até Sooretama e, após Sooretama, até o município de Mucuri, na Bahia“, disse Conti, informando ainda que o Ibama aguarda estudos mais detalhados sobre outras áreas de preservação na região (Reserva de Goitacazes, em Linhares; e a Reserva Biológica do Córrego Grande, em Conceição da Barra) e que “após esse estudo nós conseguiremos a Licença Prévia (LP) e logo em seguida a Licença de Instalação (LI)“.

Coordenador da bancada capixaba na Câmara, o deputado Da Vitória seguiu a mesma linha, afirmando, pouco depois, que “não há mais motivo para a Eco101 não iniciar imediatamente a duplicação do Trecho Norte da BR-101“, alegando que o Ibama “acatou a proposta da Bancada Federal em liberar a duplicação de todo o trecho na região Norte do Espírito Santo, separando a Reserva de Sooretama“.

PUBLICIDADE