Placa Mercosul passa a ser obrigatória em todo o país

Entra em vigor a partir do próximo dia 1º de fevereiro, a nova placa para veículos vinculados ao Mercosul, bloco composto pelos 12 países sul-americanos

0
148
Placa do modelo Mercosul. Foto: Divulgação/Detran-ES

A partir do próximo sábado 1°, a nova placa para veículos vinculados ao Mercosul, bloco composto pelos 12 países sul-americanos, passa a ser obrigatória em todos os 26 estados brasileiros e no Distrito Federal. O proprietário de veículo com a placa cinza, contudo, só terá a necessidade de aderir ao novo modelo em casos específicos.

De acordo com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-ES), a nova placa será obrigatória apenas nos casos de primeiro emplacamento e, para quem tiver a placa antiga, no caso de mudança de município ou Estado; roubo, furto, dano ou extravio da placa, e nos casos em que haja necessidade de instalação da segunda placa traseira.

Sobre as vantagens da nova placa, o Detran-ES esclarece que um dos principais benefícios oferecidos é a segurança. “Ela [a placa Mercosul] possui gravação a laser, efeitos visuais, número de série criptografado e um código de barras dinâmico do tipo Quick Response Code (QR Code). Esse último item tem o objetivo de dificultar a clonagem de veículo”, aponta o órgão público.

Mesmo sem a obrigatoriedade, quem não estiver trocando de veículo pode fazer a troca de placas. Basta o proprietário pagar possíveis débitos referentes a multas vencidas ou a vencer, seguro obrigatório, IPVA (integral) e a GRT. Depois disso, é só seguir até uma empresa apta a atuar como estampadora de placa. Em Aracruz, são duas. A que tem preços mais em conta vende a placa para moto a R$ 60,00 e para carro a R$ 100,00 (o par).

PUBLICIDADE