Deputados aprovam nova estrutura de fiscalização do litoral capixaba

Intuito é fortalecer a fiscalização e favorecer a preservação ambiental e combater a pesca predatória no Espírito Santo

0
20
Foto: Ilustrativa/Divulgação

A Assembleia Legislativa aprovou projeto do deputado Sergio Majeski para fortalecer a fiscalização e favorecer a preservação ambiental e combater a pesca predatória no Espírito Santo, orientando a criação de um grupamento específico no Batalhão da Polícia Militar Ambiental para atuar nas áreas costeira e marinha.

Na lista de espécies ameaçadas no Estado (elaborada em parceria pelo Instituto de Pesquisas da Mata Atlântica, Iema, Idaf, Incaper, Ibama, Ufes, Conservação Internacional, Museu de Biologia Professor Mello Leitão e Instituto Nacional da Mata Atlântica) constam 25 espécies de peixes e diversas de crustáceos, répteis, mamíferos e de outros grupos de animais.

Caso seja confirmada a criação do grupamento específico, os municípios de Conceição da Barra, Fundão, Guarapari, Itapemirim, Marataízes, Piúma, Vila Velha e Vitória terão condições de receber unidades devido à existência atual de Áreas de Proteção Ambiental e de Unidades de Conservação da Natureza.

O litoral capixaba possui 411 km de extensão, abrangendo 14 municípios. Atualmente o Batalhão Ambiental conta com um efetivo previsto de 297 policiais para atender aos mais diversos níveis de atuação, como patrulhamento terrestre rural ou urbano, patrulhamento náutico, educação ambiental e apoio aos demais órgãos de fiscalização ambiental. As unidades estão instaladas em Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica, Colatina, São Mateus e Serra.

PUBLICIDADE