Deputado recebe denúncia de que Estaleiro Jurong não cumpre protocolos

Musso prometeu levar a denúncia e as fotos ao Ministério Público

0
410
Em seu site, o estaleiro divulga um banner com normas de protocolos

Durante a sessão de hoje 17 na Assembleia, o deputado Erick Musso, presidente da Casa, disse que recebeu uma denúncia, com fotos e vídeos, de que o Estaleiro Jurong, em Aracruz, não vem cumprindo os protocolos de prevenção à covid-19, e que os ônibus que transportam trabalhadores trafegam sempre lotados.

Musso prometeu levar a denúncia e as fotos ao Ministério Público e caso seja verdade, ele disse que a falta de controle e aglomeração na entrada e saída dos colaboradores do estaleiro merecem críticas. “A denúncia é grave e o Estaleiro Jurong não está fazendo sua parte no que diz respeito ás medidas para evitar o contágio do novo coronavírus”, destacou.

Segundo o deputado, ele recebeu várias denúncias por fotos e vídeos que embasaram o seu pronunciamento, afirmando que o poder público tem feito sua parte, mas é preciso que a sociedade também ajude, e as empresas têm um importante papel neste sentido. “É com tristeza que faço essa fala, pois se trata de uma empresa de minha cidade, mas uma empresa importante que tem em seus quadros o mesmo número de uma população de uma cidade menor de nosso Estado, e precisa ter responsabilidade e fazer melhor a sua parte”, disse Musso.

O parlamentar destacou ainda que espera que os responsáveis pelo estaleiro tomem as medidas necessárias para evitar contaminações de trabalhadores. Erick disse que a denúncia com todo material recebido, como fotos e vídeos que comprovam a situação, será encaminhada aos órgãos competentes para fiscalização e providências devidas.

O outro lado

Em seu site, o Estaleiro Jurong Aracruz (EJA) publica um banner intitulado “Medidas Adicionais e Orientações”, que diz: com o objetivo de minimizar a transmissão do covid-19, o EJA vem adotando diversas medidas preventivas, entre elas: vacinação contra a gripe Influenza de todos os colaboradores, uso de termômetros na portaria principal para medir a temperatura de todos que entrem em suas instalações, uso de máscaras de proteção, higienização reforçada internamente, e espaçamento de mais de um metro e meio no refeitório, para evitar filas e aglomerações durante as refeições.

PUBLICIDADE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui