Decreto proíbe comícios e passeatas em Aracruz

Candidatos a prefeito e vereadores terão de pensar em outras estratégias para se aproximar dos eleitores

0
426
Vista aérea do centro de Aracruz. Foto: Divulgação

Em Aracruz, os candidatos a prefeito e vereadores não poderão realizar comícios, passeatas e outros eventos com a presença de público enquanto durar o Estado de Emergência em Saúde Pública em decorrência da pandemia do novo coronavírus. É o que determina o decreto municipal n° 38.580, publicado ontem 29.

“Fica suspensa a realização de eventos e atividades com a presença de público, tais como shows, feiras, comícios, passeatas e afins, enquanto durar o Estado de Emergência em Saúde Pública em decorrência da Pandemia do novo coronavírus (COVID-19), ainda que previamente autorizadas, independentemente do quantitativo de pessoas, excetuando as hipóteses contidas no Decreto Estadual n.º 4736-R, de 19 de setembro de 2020, regulado pela Portaria SESA n.º 186, de 19 de setembro de 2020”, diz o artigo 12, parágrafo 1°, do decreto.

Ao contrário do modelo tradicional, a maneira de se fazer campanha este ano desafia os candidatos. Aqueles que planejavam atos públicos aos moldes das convenções partidárias recém-realizadas terão de pensar em outras estratégias para se aproximar dos eleitores.

PUBLICIDADE