Covid-19: Aracruz volta ao risco alto de transmissão

Desde o início de agosto do ano passado, Aracruz não atingia o risco alto no Mapa de Gestão de Risco para ações qualificadas de enfrentamento à covid-19

0
1232
Sede do município de Aracruz. Foto: Divulgação/PMA

ATUALIZADO EM 13/03/2021 ÀS 07H20

Aracruz voltou ao nível mais alto de transmissão da covid-19 no Mapa de Gestão de Risco do Governo do Estado. Divulgado nesta sexta-feira 12, o novo mapa terá vigência entre segunda-feira 15 e o próximo dia 21, mas as cidades que estão classificadas em risco alto permanecem com essa classificação por 14 dias, obrigatoriamente, de acordo com o governador Renato Casagrande.

Entre as medidas qualificadas de enfrentamento à covid-19 que as cidades com risco alto deverão adotar estão a suspensão de aulas e atividades presenciais nas escolas da rede pública e privada; de eventos (inclusive os sociais, como aniversários e casamentos); do funcionamento de espaços de lazer e recreação infantil; e de cinemas (exceto em formato drive-in).

Pelo menos em Aracruz, as medidas anunciadas (veja abaixo de forma detalhada) aparentam não impactar o comércio de rua. Mas, devem motivar o Shopping Oriundi a alterar ou reduzir o horário para atendimento presencial nas lojas não essenciais, que poderão receber clientes somente de segunda a sexta-feira, até às 20h, e aos sábados, até 16h. O mesmo horário limitado deverá ser seguido por qualquer restaurante da cidade. Os bares, por sua vez, ficarão fechados.

A Matriz de Risco de Convivência considera no eixo de ameaça: o coeficiente de casos ativos por município dos últimos 28 dias, a média móvel de óbitos dos últimos 14 dias e a quantidade de testes realizados por grupos de mil habitantes. Já o eixo de vulnerabilidade considera a taxa de ocupação dos leitos de terapia intensiva para o tratamento da covid-19 (hoje acima de 80%).

Desde o início de agosto do ano passado, Aracruz não atingia o risco alto no mapa elaborado semanalmente pelo governo estadual. Em 48 edições da estratégia de mapeamento, o município esteve 17 vezes em risco baixo, 24 em risco moderado e sete em risco alto.

Nos últimos 14 dias, a secretaria de Saúde de Aracruz confirmou 431 novos casos de covid-19 e registrou 12 óbitos em decorrência da doença. No momento, a cidade, de acordo com o mais recente boletim municipal, contabiliza 11.036 casos confirmados de covid-19. Desse total, 150 pessoas morreram, 625 aguardam recuperação e 10.261 estão curadas.

Além de Aracruz, outras 16 cidades foram classificadas com risco alto para a transmissão da covid-19, entre elas João Neiva. O 48° Mapa de Gestão de Risco para ações qualificadas de enfrentamento à covid-19 ainda traz 61 cidades em risco moderado. Nenhuma cidade do Estado está em risco baixo.

AS MEDIDAS QUALIFICADAS DE ENFRENTAMENTO A COVID-19 NOS MUNICÍPIOS DE RISCO ALTO

MEDIDAS SOCIAIS

Suspensão da realização de eventos corporativos, acadêmicos, técnicos e científicos; da visitação à unidades de conservação; do funcionamento de parques municipais; do funcionamento de cinemas, teatros, circos e similares (exceto no formato drive-in); da realização de eventos como aniversários, casamentos e outros tipos de confraternizações; e do funcionamento de espaços de lazer e recreação infantil, parques de diversões e similares.

LIMITES MUNICIPAIS

Implantação de barreira sanitária, pela autoridade municipal, nos limites dos municípios e nas rodovias.

ATIVIDADES DE ENSINO
Suspensão das atividades presenciais em todos os estabelecimentos de ensino, da rede pública e privada, com exceção de cursos livres.

TRABALHO REMOTO

Trabalhadores que atuam na área administrativa, independente do ramo de atividade, inclusive da administração pública direta e indireta, deverão atuar prioritariamente em trabalho remoto.

ACADEMIAS

Vedada a realização de atividades aeróbicas; limitação de número de alunos por área do estabelecimento conforme Portaria SESA n° 226-R, Art. 11, parágrafo 2°. Academias com área igual ou superior a 75m² devem respeitar o limite de cinco alunos por horário de agendamento.

COMÉRCIO, BARES E RESTAURANTES

Funcionamento dos estabelecimentos comerciais, galerias, centros comerciais e shoppings centers, de segunda a sexta-feira até às 20h e, aos sábados, até às 16h; funcionamento de restaurantes, lojas de conveniência e distribuidoras de bebidas alcoólicas, de segunda a sexta-feira, até 20h e, aos sábados, até 16h. Suspensão do funcionamento de bares; proibição do consumo presencial de bebidas alcoólicas em distribuidoras de bebidas e lojas de conveniência.

PODEM FUNCIONAR SEM LIMITE DE DIAS E HORÁRIOS: farmácias, comércio atacadista, distribuidoras de gás de cozinha e água mineral, supermercados, minimercados, hortifrútis, padarias, lojas de produtos alimentícios, pet shops, lojas de insumos agrícolas, distribuidoras de bebidas não alcoólicas, postos de combustíveis, borracharias, oficinas de reparação de veículos automotores e bicicletas, estabelecimentos de venda de materiais hospitalares, casas lotéricas e agências bancárias.

PUBLICIDADE