Corpos de vítimas do acidente com ônibus da Imetame chegam às suas cidades

AS VÍTIMAS FATAIS NÃO ERAM DE ARACRUZ

0
764
O ônibus transportava funcionários da empresa Imetame, de Aracruz (Foto: Record TV;MG

Sem que os nomes tenham sido divulgados pela Imetame, alegando respeito as famílias, os corpos das duas vítimas do grave acidente com o ônibus da empresa perto de Ouro Preto (MG) chegaram hoje às cidades em que viviam (não são de Aracruz e a empresa também não diz os nomes das cidades, confirmando apenas que são do Espírito Santo), para sepultamento.

O acidente ocorreu por volta de 7h de segunda-feira 08, após o veículo cair de uma ribanceira de quase 30 metros, no distrito de Santa Rita de Ouro Preto, a 97 km de Belo Horizonte, em Minas Gerais. O ônibus transportava funcionários da empresa que prestariam serviços de manutenção metalmecânica para a Gerdau Açominas em Ouro Branco, a menos de 30 km do local da tragédia, na rodovia estadual MG-129, com muitas curvas e sem acostamento.

Em nota, a Imetame lamentou o ocorrido e confirmou que os mortos e feridos faziam parte do quadro de trabalhadores. A diretoria viajou imediatamente para o local a fim de acompanhar pessoalmente os regastes e oferecer todo auxílio necessário, além de já fazer contato com as famílias dos colaboradores. Em respeito aos familiares envolvidos, a empresa não divulgará para a imprensa, neste momento, a identificação das vítimas.

Nota
A Imetame Metalmecânica mantém equipes em todos os locais onde se encontram os colaboradores envolvidos com o acidente para dar toda a assistência necessária à pronta recuperação dos mesmos, assim como aos respectivos familiares. Dos 22 colaboradores no ônibus, 2 infelizmente vieram a óbito. Um colaborador já teve alta; 12 se encontram com quadro clínico estável e passam por exames para avaliação ortopédica na Santa de Casa de Misericórdia em Ouro Preto; três passam por exame de tomografia no Hospital São José, em Conselheiro Lafaiete (MG), e um passa por exame de tomografia no Hospital Fundação Ouro Branco (MG), todos eles com quadro estável; dois se encontram em estado grave e um com quadro estável, sendo atendidos no Hospital João XXIII, especializado em traumatologia, em Belo Horizonte. Sentimos muito e pedimos a Deus que conforte todas as famílias.

PUBLICIDADE