Coronavírus: novo decreto amplia suspensões e impõe novas regras aos supermercados em Aracruz

Padarias, lanchonetes e restaurantes que estavam funcionando em horário reduzido tiveram as atividades suspensas. Hiper e supermercados passam a funcionar com série de regras para limitar número de clientes. O transporte coletivo municipal também foi suspenso

1
Foto: Arquivo Folha do Litoral

O avanço do novo coronavírus no País segue mudando a rotina dos brasileiros. Em Aracruz, com o decreto n° 37.795, publicado ontem 23, a prefeitura ampliou as medidas para enfrentamento a Covid-19. Agora o transporte municipal está suspenso e o transporte intermunicipal passa a operar com restrições. Os procedimentos eletivos em clínicas também foram suspensos. Outra suspensão atinge o setor hoteleiro, tendo os hóspedes (desde que não sejam profissionais de saúde ou estejam à disposição dos serviços de saúde) até 48h para retornarem às suas cidades de origem.

As padarias, lanchonetes e restaurantes que estavam funcionando em horário reduzido também tiveram as atividades suspensas, assim como as lojas de conveniência. Já os supermercados, que continuam com funcionamento regular, ficaram obrigados a seguir uma série de regras.

A partir desta terça-feira 24, restringindo o acesso a apenas uma pessoa do grupo familiar, bem como de menores de 10 anos e maiores de 60, hiper e supermercados de Aracruz devem limitar o número de clientes realizando compras simultaneamente a até duas vezes o número de caixas em funcionamento. Devem ainda orientar os clientes a manter o afastamento físico de, no mínimo, 1,5 metro, inclusive na fila do caixa.

Os estabelecimentos do setor supermercadista também ficam obrigados a ordenar o fluxo de pessoas de modo a evitar aglomeração em seu entorno; manter o ambiente ventilado; higienizar os carrinhos de compras antes de serem tocados pelos clientes e disponibilizar álcool gel com concentração mínima de 70°, além de lavatório com água, sabão e toalhas de papel descartáveis para uso dos clientes.

Drogarias, farmácias, comércio de material médico e hospitalar, estabelecimentos para cuidados aos animais, borracharias, oficinas e postos de combustíveis podem manter seu horário normal de funcionamento, devendo seus responsáveis observar o fluxo de pessoas, uma vez que não são permitidas aglomerações.

O novo decreto da Prefeitura de Aracruz determina ainda a suspensão da realização de protesto por dívida ativa no município pelo prazo de 60 dias.

Funerais
De acordo com decreto n° 37.795, enquanto perdurar o estado de emergência causado pela Covid-19, os funerais deverão ocorrer com o menor número possível de pessoas (o limite é 10), preferencialmente apenas os familiares mais próximos (não sendo pessoas dos grupos vulneráveis: crianças, idosos, grávidas, pacientes de doenças crônicas ou portadores de outras condições clínicas especiais), para diminuir a probabilidade de contágio e como medida para controlar os casos da doença provocada pelo novo coronavírus.

Ainda nos funerais, o caixão precisa ser mantido fechado e os participantes devem seguir as medidas de higiene das mãos e de etiqueta respiratória, evitando apertos de mão e outros tipos de contato físico. Deve ser disponibilizado água, sabonete liquido, papel toalha e álcool gel a 70% para higienização das mãos.

NÃO PODE FUNCIONAR
Bares, cafeterias, confeitarias, padarias, lanchonetes, food trucks, restaurantes, lojas de conveniência, comércio ambulante de alimentos e de consumo imediato e congêneres, incluindo-se os que se localizam nas estradas vicinais e municipais; comércio varejista geral, lojas de rua, shoppings, cinemas, museus, academias de ginástica, hotéis, motéis, boates, clubes recreativos, brinquedotecas, áreas de lazer de condomínio ou de meios de hospedagem, cerimoniais, hotelzinhos, parques aquáticos, parques de diversão, centros de estética, barbearias e salões de beleza.

NÃO PODE OCORRER
Operação do transporte coletivo municipal; eventos de massa, governamentais, esportivos, artísticos, culturais, políticos, científicos, comerciais e religiosos e outros com concentração próxima de pessoas, bem como excursões e passeios turísticos em qualquer tipo de transporte.

ESTÃO FECHADOS
Agências do Sistema Nacional de Emprego (SINE), Biblioteca Pública Municipal, Teatro Municipal, Praça Heraldo Barbosa Musso (Praça da Paz), Museu Histórico de Santa Cruz, Museu Italiano de Guaraná e parques municipais.

PODE FUNCIONAR
Drogarias, farmácias, comércio de material médico e hospitalar, hipermercados e supermercados (com restrições de público), estabelecimentos para cuidados aos animais, borracharias, oficinas e postos de combustíveis.

PODE OCORRER
Operação do transporte coletivo intermunicipal para desembarque de moradores do município de Aracruz, nos locais próximos de suas residências; funcionamento interno dos estabelecimentos com atendimento através do serviço de delivery (entrega em domicílio), bem como a entrega imediata combinada previamente por telefone, regulando-se o fluxo de clientes (um por vez para a retirada), sem oferta de mesas ou cadeiras, não sendo permitidas aglomerações de quaisquer tipos e ficando terminantemente proibido o consumo no recinto ou nas adjacências.

PUBLICIDADE

1 COMENTÁRIO

  1. Minha irmã trabalha offshore em plataforma de petróleo, desembarcou domingo à noite, por conscientização e por morar com minha mãe que tem 68 anos tem ipertensao e está no grupo de risco, A minha irmã foi para um hotel.
    Agora esse decreto manda ela voltar para casa!??

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui