Cordial vai operar linhas de ônibus municipais de Aracruz com exclusividade

Contados a partir da convocação oficializada no último dia 05, a Cordial tem 30 dias para assumir as linhas do segundo lote da concessão do sistema público de transporte coletivo frente à desistência da Expresso Aracruz

0
532
Foto: Divulgação/Prefeitura de Aracruz

Até o próximo dia 17 de abril, a Cordial deve passar a operar sozinha todas as linhas de ônibus municipais em Aracruz. Este é o prazo dado à empresa pela secretaria municipal de Transportes ao convocá-la para assumir as linhas do segundo lote da concessão do sistema público de transporte coletivo frente à desistência da Expresso Aracruz, que opera no município desde 1993.

Dividida em dois lotes, a inédita Concorrência Pública de Concessão do Serviço de Transporte Público em Aracruz, realizada em 2014, teve a Cordial Transportes e Turismo como vencedora do primeiro lote e a Expresso Aracruz como primeira colocada no segundo lote.

Não tendo nenhuma outra empresa disputado a concessão na época, a Cordial acabou ficando como segunda colocada do lote 2. Esse fator foi determinante para que a empresa fosse convocada para substituir a Expresso.

Tendo atendido a convocação, a Cordial, além de precisar adquirir novos ônibus, segundo informou a secretaria municipal de Transportes, terá que arcar com as pendências contratuais da desistente: três parcelas vencidas de outorga (uma espécie de aluguel devido ao município) no valor de R$ 190 mil, cada; e a necessidade de construir 83 abrigos que deixaram de estar nas ruas no período entre novembro de 2014 e fevereiro deste ano.

Sobre as pendências contratuais, a secretaria municipal de Transportes ainda informou que “quanto ao prazo de pagamento, a empresa [Cordial] vai se manifestar, fazendo uma proposta que nos será encaminhada e após, avaliaremos se aceitamos ou não”. Procuradas para comentar, Cordial e Expresso Aracruz não responderam às solicitações da reportagem até o fechamento desta edição.

PUBLICIDADE