Contrato de UTIs no Hospital São Camilo será renovado

De acordo com a secretaria municipal de Saúde, houve solicitação da prorrogação do contrato por mais 30 dias. Mesmo sem a confirmação oficial, o Hospital São Camilo tem procurado manter os serviços

0
117
Foto: Deivid Alexandre

Mesmo sem a confirmação oficial de que o contrato dos 20 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para tratamento da covid-19 será estendido, o Hospital São Camilo, em Aracruz, prezando pelo bem-estar dos pacientes, tem procurado manter os serviços. Contudo, ainda há risco de paralisação dos mesmos. É um problema que, de acordo com o Conselho Curador do Hospital São Camilo, poderia ser evitado desde o último dia 10, quando foi solicitada à administração municipal a renovação do contrato, o que só veio a ocorrer no último dia 25, um dia após o encerramento do mesmo.

De acordo com a secretaria municipal de Saúde, houve solicitação da prorrogação do contrato por mais 30 dias. Representantes do Conselho Curador, no entanto, dizem estar preocupados, uma vez que o período de renovação anunciado é curto para um cenário onde a pandemia ainda não está contida. Sobre isso, a administração municipal diz que a decisão por uma nova prorrogação caberá ao Governo do Estado, que é quem regula os leitos, junto ao Governo Federal. Ontem 27, a taxa de ocupação dos 20 leitos de UTI exclusivos para tratamento da covid-19 estava em 60%, de acordo com a secretaria de Estado da Saúde.

Médico intensivista do Hospital São Camilo, Dr. Ricardo Sampaio Salla enfatiza que “em meio à crise da covid-19, o Governo do Estado aceitou ampliar nossa rede de UTI, triplicando o número de leitos. Ficamos então com 20 leitos para atender pacientes com covid-19 e 10 para atender pacientes acometidos por outras doenças. Há três meses na batalha contra a covid-19, tivemos o prazer de dar alta para muitos pacientes, tanto de Aracruz quanto de outros municípios. Contando com uma equipe treinada, equipamentos e um tomógrafo de qualidade, nossa rede de leitos sempre teve uma ocupação acima de 80%. E essa ocupação sempre privilegiou os pacientes da região Polinorte, principalmente de Aracruz. Nossa intenção é manter o serviço prestado à população local e do Estado enquanto a pandemia durar”.

Nas redes sociais, muitas críticas foram feitas à Prefeitura de Aracruz por não ter renovado o contrato dos leitos de UTI exclusivos para tratamento da covid-19. Com o prazo de contratação encerrado, Aroldo Lopes Rampinelli, presidente do Conselho Curador, gravou um vídeo pedindo que a decisão da prefeitura fosse repensada. “Desde o último dia 10 o hospital solicitou a renovação deste contrato, mas não recebeu nenhuma resposta”, disse.

Por telefone, o prefeito Jones Cavaglieri explicou à reportagem que a secretaria municipal de Saúde atende a reivindicação do Conselho Curador, contudo, já estava decidida quanto à renovação do contrato com a Fundação Hospital Maternidade São Camilo para pagamento dos leitos de UTI exclusivos para tratamento da covid-19. Ele lembrou, no entanto, que “esses leitos são regulados pela secretaria de Estado de Saúde, o que não garante que os mesmos estejam disponíveis apenas para moradores do município, que tem o Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves, na Serra, como referência para pacientes com covid-19”.

Ainda de acordo com o prefeito, o Hospital São Camilo reserva outros 10 leitos de UTI geral para cirurgias eletivas. “São leitos fundamentais e, tendo em conta que o município está em baixo risco para transmissão do novo coronavírus, nossa expectativa é que as cirurgias eletivas logo sejam retomadas, dando vazão a uma fila de 500 pacientes que as aguardam em nossa rede de saúde”, pontuou.

PUBLICIDADE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui