Construtora carioca ganha licitação para o asfalto de Vila do Riacho a Regência

A obra deve ser iniciada em breve e os serviços serão executados pelo DER-ES, com recursos oriundos da Fundação Renova, como forma de compensação pelo rompimento da barragem de Fundão, em Mariana (MG)

0
432
Solenidade de lançamento do edital para a obra. Foto: Hélio Filho/Secom

A Construtora Metropolitana, do Rio de Janeiro, foi a vencedora da concorrência pública para as obras de pavimentação do trecho da rodovia ES-010 entre Vila do Riacho (Aracruz) e Regência (Linhares). O valor é de R$ 64.817.833,97 e o trecho é de 34,2 km, exigindo a construção e reformas de pontes. A obra deve ser iniciada em breve e os serviços serão executados pelo Departamento de Edificações e de Rodovias do Espírito Santo (DER-ES), com recursos oriundos da Fundação Renova, como forma de compensação pelo rompimento da barragem de Fundão, em Mariana (MG).

O edital, com as presenças do governador Renato Casagrande; deputado estadual Erick Musso (presidente da Assembleia); presidente da Fundação Renova, André de Freitas; e o prefeito de Aracruz, Luis Carlos Coutinho, foi lançado em janeiro deste ano. Na ocasião, Freitas confirmou que a Renova garantiu recursos compensatórios para o asfaltamento dos trechos de Pontal do Ipiranga a Povoação e da rodovia BR-101, em Bebedouro, até Regência, todos em Linhares.

Os locais foram atingidos pelo desastre ocorrido em novembro de 2015, afetando diretamente a vida dos moradores. A Fundação Renova destinou R$ 365 milhões para a execução dos três trechos rodoviários na foz do rio Doce: ES-010, entre Vila do Riacho e Regência; ES-440, entre a BR-101 e Regência; e ES-248, entre a ES-358 e Povoação.

O trecho de 34,2 km terá pista simples, tratamento de segurança com sinalização, travessia de pedestres e redutores de velocidade nas localidades urbanas, faixa multiuso, além da construção de baias e abrigos para pontos de ônibus. A obra inclui também a construção de três pontes sobre o rio Comboios, Córrego Quartel e afluente do Córrego Quartel. O prazo para a execução dos serviços é de 18 meses.

O presidente da Fundação Renova, André de Freitas, destacou a importância dos investimentos. “Essa é a primeira de três estradas que faremos junto com o Governo do Estado aqui na região da foz. São mais de R$ 360 milhões investidos na pavimentação de vias. Acreditamos que essas estradas irão gerar milhares de empregos, uma vez que prontas vão melhorar a qualidade de vida da população e também transformar a economia da região, melhorando o escoamento da produção agrícola e fortalecendo as atividades de turismo”.

PUBLICIDADE