Comunidade Betânia recebe prêmio pelas boas práticas na recuperação e prevenção da dependência química

Edital do Governo do Estado também contemplou outros 14 projetos com R$ 25 mil, cada

0
349
O governador Renato Casagrande entre padre Antonio Luiz Pandolfi e Dôra Castoldi Soela, presidente e vice-presidente da Comunidade Terapêutica Betânia. Foto: Divulgação

A Comunidade Terapêutica Betânia, sediada em Aracruz, recebeu do Governo do Estado um prêmio no valor de R$ 25 mil por ter sido contemplada no “Edital de Seleção de Projetos de Boas Práticas no Campo das Políticas sobre Drogas 2021”. A entrega ao padre Antonio Luiz Pazolini Pandolfi e Dôra Castoldi Soela, respectivamente, presidente e vice-presidente da entidade, foi feita pelo governador Renato Casagrande na quarta-feira 10, no Palácio Anchieta, em Vitória.

De acordo com a secretaria de Estado de Direitos Humanos, o Edital contemplou outros 14 projetos que visam ao fortalecimento dos fatores de proteção que evitem ou diminuam o uso de drogas e os efeitos nocivos advindos desse uso, minimizando os fatores de risco para o uso de entorpecentes.

Cada projeto contemplado recebeu R$ 25 mil, valor deverá ser utilizado para as despesas previstas no plano apresentado. No caso da Comunidade Terapêutica Betânia, que completou nove anos de atuação no mês passado, o investimento será na estruturação de um auditório para a realização de oficinas e palestras.

Baseada no princípio evangélico “Eu vim para que todos tenham vida e a tenham em abundância” (Jo 10, 10), a Comunidade Terapêutica Betânia valoriza e defende a vida no desenvolvimento de um trabalho pautado na prevenção, recuperação e reinserção social do dependente químico, resgatando sua autoestima, confiança, cidadania, dignidade e principalmente respeito por si mesmo, levando-o a perceber que pode viver sem necessidade do consumo de drogas ilícitas. Saiba mais clicando aqui.


CIDADÃO ARACRUZENSE

Foto: Divulgação

Também na quarta-feira 10, o padre Antonio Luiz Pazolini Pandolfi recebeu, na Câmara de Aracruz, o título de Cidadão Aracruzense. A honraria concedida pelo Legislativo homenageia pessoas que se destacaram para o desenvolvimento do município. O proponente foi o vereador Alexandre Manhães.

PUBLICIDADE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui