Compostagem: uma atitude sustentável

Há cinco anos, consciente da necessidade de se adotar hábitos sustentáveis no dia a dia, um morador de João Neiva, além da separação de resíduos recicláveis, faz a compostagem de resíduos orgânicos no quintal de casa

0
6
Alair Vescovi. Foto: Divulgação/PMJN

Com informações de Priscila Moreschi

A preocupação com o meio ambiente não tem idade. Que o diga Alair Vescovi, de 76 anos, morador do bairro Vila Nova de Cima, em João Neiva. Há cinco anos, consciente da necessidade de se adotar hábitos sustentáveis no dia a dia, ele, além da separação de resíduos recicláveis, faz a compostagem de resíduos orgânicos no quintal de casa.

O lixo úmido se torna uma matéria orgânica rica em nutrientes, sem adubo químico, que Alair usa como fertilizante natural em sua horta. O processo de transformação do resíduo orgânico em compostagem dura em torno de 90 dias.

“A Terra é nosso único lar, vamos cuidar bem dele. Uma sacola que você joga na rua entope galerias de drenagem, vai para o rio, que desemboca no mar e causa a morte de muitos animais e a poluição das águas. Cuidar do meio ambiente é uma tarefa de todos, é uma missão que não tem folga”, ressalta Alair.

PASSO A PASSO DA COMPOSTAGEM

Foto: Divulgação/PMJN

1 – Prepare uma composteira, que pode ser feita com tambores, de madeira ou baldes. Deixe-a em um ambiente bem ventilado, pois as bactérias precisam de oxigênio para agir nesse processo;

2 – Cubra o fundo da composteira com terra seca. Depois, coloque os resíduos orgânicos que serão decompostos no processo. Resíduos que podem ser usados: frutas, verduras, legumes e suas cascas, borra e filtro de café, cascas de ovos, sementes e grãos;

3 – Depois disso, feche a tampa da composteira e revire o material sempre que colocar novos resíduos dentro dela. O processo de compostagem dura em torno de 90 dias. Após esse período, o produto pode ser usado como adubo orgânico.

PUBLICIDADE