Como os pets podem ajudar na saúde mental?

Pesquisas mostram que o vínculo e o afeto dos tutores com os pets auxiliam na manutenção do equilíbrio emocional e podem combater crises de ansiedade e estresse

0
1
Foto Ilustrativa: Divulgação

Desde o início da pandemia, muito tem se falado sobre o aumento de casos de depressão e estafa mental causada pelo isolamento social e pela insegurança relacionada à covid-19. A rotina atribulada, o tempo de lazer escasso, a pressão do dia a dia, a falta de convívio social e muitos outros fatores são os principais responsáveis pelo estresse.

Para driblar esse sentimento, percebeu-se um aumento no número de casas com pets. Os benefícios de ter um animal de estimação são amplamente conhecidos, pois eles trazem alegria e bem-estar para seus tutores, amenizando os sentimentos negativos.

O Instituto de Pesquisa Animal Waltham Pet Care Science Institute aponta que cuidar de um ser vivo com necessidades específicas, como um gato ou cão, pode aumentar os níveis de ocitocina, diminuindo os níveis de estresse. Além disso, o pet tem o poder de trazer um propósito para a vida de um tutor, principalmente para os que moram sozinhos. Nesse caso, especificamente, o pet tem um papel ainda mais importante, pois ele é uma companhia que pode amenizar a sensação de solidão, além de ajudar a detectar atitudes, gestos, olhares e emoções, ajudando seus tutores a reduzirem o nível de estresse.

Ao acariciar os pelos de um cão, por exemplo, ou fazer com que eles venham até você em busca de atenção, e outras atividades, como levá-lo para passear, brincar e alimentar, tudo isso pode proporcionar algum alívio emocional, especialmente em momentos difíceis como quando há sinais de ansiedade ou estafa mental.

Estudos demonstraram que a relação entre pets e tutores pode fornecer um impulso de ocitocina (hormônio que tem papel importante na criação de vínculo e relaxamento) tanto para o ser humano quanto para o animal de estimação. A ocitocina, também conhecida como hormônio do amor, provoca efeitos fisiológicos no corpo, incluindo a redução dos batimentos cardíacos, o que pode resultar em emoção positiva.

Apesar de todos os benefícios que um animal pode trazer para a redução do estresse, é importante frisar que a escolha de se tornar um tutor é de grande responsabilidade, por isso, deve-se levar em consideração diversos fatores antes de receber um pet. Além do compromisso financeiro, um pet precisa de atenção e cuidados que podem consumir algumas horas do seu dia a dia. A prevenção do estresse não é uma tarefa simples. Muitas pessoas têm dificuldade de lidar com emoções, gerando sensações que prejudicam tanto a saúde mental quanto a saúde física.

PUBLICIDADE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui