Como a Imetame está lidando com a atual crise?

Para o presidente do Grupo Imetame, Etore Cavallieri, essa não é a hora de interromper projetos definitivamente

0
369
Sede da Imetame Metalmecânica, em Aracruz. Foto: Divulgação/Findes

Em live realizada pela Apex Partners e mediada pelo empresário capixaba Marcus Buaiz, o aracruzense Etore Selvatici Cavallieri, presidente do Grupo Imetame, um dos principais conglomerados industriais e logísticos do Estado, revelou os três pilares para a indústria superar essa crise.

Para Cavallieri, que possui atuação nas áreas de metalmecânica, energia e logística, essa não é a hora de interromper projetos definitivamente. “Acredito que este seja um momento de torná-los lentos e colocar o pé no freio para avançar na retomada desta crise”.

Ele acredita que o retorno dessa paralisação trará um “novo normal”, isto é, “uma consciência de que devemos ter responsabilidade com o bem-estar do próximo, respeito com a sociedade e com os colaboradores. Os governantes também devem passar por uma evolução, e esse novo normal será um avanço com relação ao como a sociedade operava antes”.

Na gestão do Grupo Imetame, Etore afirma que instalou um grupo para lidar com a crise. Comitês se reúnem por plataformas online para lidar com o gerenciamento de crise. O presidente do grupo industrial descreve que a atuação da empresa está se baseando em três pilares fundamentais:

1) Sempre buscamos o bem-estar para o ser humano – todas as nossas reuniões são focadas em minimizar os impactos dessa situação na saúde dos humanos envolvidos nas nossas operações e em suas comunidades.

2) Avaliamos a forma de parar a empresa da maneira mais inteligente e responsável, já que continuamos atendendo alguns clientes em todo o Brasil, mas paramos grande parte das nossas atividades.

3) Visamos maneiras de retomar as nossas atividades com segurança e responsabilidade. Temos muitas encomendas e estamos confiantes de que consigamos retornar aos poucos nas próximas semanas.

PUBLICIDADE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui