Comércio não essencial volta a funcionar de segunda a sexta-feira em Aracruz

Mudança está em novo decreto publicado pela Prefeitura de Aracruz, o 24° desde o início da pandemia do novo coronavírus

0
878
Foto: Arquivo/Folha do Litoral

Chegou ao fim o rodízio para a abertura dos estabelecimentos que não são considerados essenciais em Aracruz. A partir desta terça-feira 07, eles voltam a funcionar de segunda a sexta-feira, porém, ainda em horário reduzido: das 12h às 18h. Já açaiterias, lanchonetes, pizzarias, restaurantes e sorveterias podem funcionar entre 10h e 20h. Aos sábados, somente setores essenciais abrem as portas. É o que estabelece o decreto municipal n° 38.183 (faça o download aqui), publicado nesta segunda-feira 06.

Na última sexta-feira 03, o jornal FOLHA DO LITORAL publicou reportagem sobre a indignação de comerciantes até então forçados a fechar as portas com base nos dias ímpares e pares do calendário. Nesta segunda-feira 06, donos de bares, distribuidoras de bebidas e restaurantes protestaram contra as restrições de funcionamento, deixando dezenas de mercadorias vencidas em frente ao plenário da Câmara Municipal. Entre outras coisas, eles cobraram maior atuação dos vereadores diante do problema e chegaram a pedir que o prefeito Jones Cavaglieri exonerasse a secretária municipal de Saúde, Clenir Sani Avanza.

O novo decreto liberou distribuidoras de bebidas a funcionar com atendimento presencial de segunda a sexta-feira, das 12h às 18h, e com serviço de entrega em domicílio (delivery) aos sábados, domingos e feriados. Os bares, por sua vez, seguem parcialmente abertos (funcionando somente com entrega imediata ou por delivery). Vale lembrar que o consumo de bebidas alcoólicas nos estabelecimentos comerciais e arredores segue suspenso até o próximo dia 31. Cafeterias, confeitarias, food trucks e congêneres também só podem funcionar com entrega imediata e delivery.

Ainda de acordo com o novo decreto, não há limitação de horário para funcionamento do serviço de vendas remotas e delivery para nenhum estabelecimento comercial, que seguem obrigados a seguir as regras de biossegurança já determinadas pelo município. Pela terceira semana consecutiva, Aracruz está com alto risco no Mapa da Gestão de Risco elaborado pelo Governo do Estado.

Sobre a tradicional feira livre do Mercado Municipal, como na semana passada, ocorrerá em dois dias: quinta e sexta-feira, das 10h às 20h. Já o transporte público municipal segue sem operações aos domingos e feriados.

O QUE ABRE DE SEGUNDA A SEXTA-FEIRA DAS 12H ÀS 18H
Armarinhos;
Bombonieres;
Chocolaterias;
Concessionárias de veículos;
Copiadoras;
Distribuidoras de bebidas;
Eletroeletrônicas;
Estúdios de revelação e impressão fotográfica;
Floriculturas;
Gráficas;
Joalherias;
Livrarias;
Lojas bolsas e acessórios;
Lojas de artigos para festas;
Lojas de bijuterias;
Lojas de calçados;
Lojas de colchões;
Lojas de cosméticos;
Lojas de eletrodomésticos;
Lojas de eletroeletrônicos;
Lojas de embalagens e descartáveis;
Lojas de ferragens;
Lojas de ferramentas;
Lojas de instrumentos musicais;
Lojas de malhas e tecidos;
Lojas de materiais para pintura;
Lojas de material de construção;
Lojas de material elétrico;
Lojas de material esportivo;
Lojas de material hidráulico;
Lojas de móveis;
Lojas de peças automotivas;
Lojas de roupa de cama, mesa e banho;
Lojas de telefonia celular;
Lojas de utilidades do lar;
Lojas de vestuário;
Marmorarias;
Óticas;
Papelarias;
Perfumarias;
Relojoarias;
Vidraçarias.

O QUE ABRE DE SEGUNDA A SEXTA-FEIRA DAS 10H ÀS 20H
Açaiterias;
Lanchonetes;
Pizzarias;
Restaurantes;
Sorveterias.

O QUE ABRE SEM RESTRIÇÃO DE DIA E HORÁRIO
Açougues;
Agropecuárias e congêneres;
Armazéns;
Bancas de jornais e revistas;
Barbearias;
Borracharias;
Casas lotéricas;
Clínicas de estética;
Clínicas de fisioterapia;
Clínicas médicas;
Clínicas odontológicas;
Clínicas veterinárias;
Comércio atacadista;
Consultórios médicos;
Consultórios odontológicos;
Correspondentes bancários;
Distribuidoras de água mineral e gás de cozinha;
Drogarias;
Escritórios de advocacia;
Escritórios de contabilidade;
Estabelecimentos de reparação veicular;
Farmácias;
Hotéis;
Instituições financeiras;
Laboratórios de análises clínicas;
Lavanderias;
Lojas de produtos alimentícios;
Lojas de venda e serviços de informática;
Lojas e conveniência;
Mercearias;
Oficinas de máquinas agrícolas;
Padarias;
Pet shops;
Postos de combustíveis;
Pousadas;
Prestadoras de serviços de internet;
Salões de beleza;
Studios de pilates;
Super/hipermercados.

OUTRAS DETERMINAÇÕES OU SUSPENSÕES
Até o próximo dia 31 de julho fica mantida em Aracruz a suspensão das atividades educacionais em todas as escolas e faculdades, seja da rede pública ou privada. Também está suspensa a visitação em unidades de conservação ambiental, bem como a realização de excursões de passeio e turismo em qualquer tipo de transporte coletivo. A proibição do funcionamento estende-se às agências do Sine, áreas de lazer em condomínios ou nos meios de hospedagem, bibliotecas, boates, casas de shows, cerimoniais, cinemas, clubes recreativos, espaços culturais, hotelzinhos, parques aquáticos e/ou de diversões, museus e teatros.

A Praça Heraldo Barbosa Musso (Praça da Paz), os campos de futebol, os parques municipais e as quadras poliesportivas também não poderão abrir ao público. Em relação às praias, riachos e similares, o decreto municipal n° 38.183 restringiu a circulação e permanência em qualquer horário ou dia da semana, incluindo feriados. Quem descumprir as medidas ficará sujeito às sanções penais previstas no artigo 268 do Código Penal, sem prejuízo das sanções cíveis e administrativas. O recém-publicado decreto ainda determina que os moradores não realizem ou participem de churrascos, festas ou quaisquer outros encontros que possam gerar aglutinação de pessoas, inclusive confraternizações de amigos e eventos familiares.

PUBLICIDADE