Cigarro eletrônico, de palha ou narguilé? Entenda por que são perigosos

Com informações de Persio Freitas, médico especialista em radioterapia

0
6

Que fumar faz mal à saúde, todo mundo sabe. E embora a indústria do tabaco tenha tentado ao longo dos anos desenvolver produtos visando a diminuir os componentes tóxicos da inalação da fumaça, até hoje isso não deu resultado. Cigarro eletrônico, de palha, narguilé, nenhum deles reduz os danos aos pulmões. E o câncer é apenas uma das doenças associadas ao tabagismo.

O conselho unânime entre a comunidade médica é um só: não fumar em hipótese alguma para preservar a saúde dos pulmões. E isso inclui os chamados cigarros da moda. “É importante destacar que essa é uma moda que traz riscos à saúde. Narguilé, cigarro eletrônico, de palha, cachimbo, nada disso é menos nocivo para as pessoas. Todos eles são cancerígenos. A situação se agrava ainda mais se a pessoa já tiver asma ou bronquite porque fumar prejudica o diagnóstico”, afirma o médico especialista em radioterapia Persio Freitas, do Instituto de Radioterapia Vitória (IRV).

Os dados são preocupantes: homens que fumam têm 23 vezes mais chances de ter câncer de pulmão do que os que não fumam, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer. “Nos Estados Unidos, vários jovens foram internados em 2019 com síndrome respiratória grave associada a esse tipo de dispositivo. Não é nenhuma brincadeira”, destaca Persio Freitas.

Estudos científicos indicam que o narguilé carrega o mesmo malefício e que uma sessão do cachimbo compartilhado equivale a inalar a fumaça de 100 cigarros industrializados, uma vez que o volume de alcatrão é maior. Isso sem falar no risco de contaminação por covid-19 porque as pessoas se revezam entre uma tragada e outra.

“O narguilé causa dependência e, em longo prazo, câncer de pulmão, boca e bexiga, aterosclerose e doenças respiratórias e coronarianas. Ao compartilhar o cachimbo com outros usuários, a pessoa se expõe a herpes e outras doenças da boca, hepatite C e tuberculose. O uso frequente dos produtos derivados do tabaco causa também problemas de fôlego, mau hálito, amarelamento da pele e envelhecimento precoce, mesmo em usuários adolescentes e jovens. Parece inofensivo, mas usar narguilé é como fumar 100 cigarros”, destaca o médico.

PUBLICIDADE