Centro de Hemodiálise é entregue de forma oficial em Aracruz

O Centro de Hemodiálise foi viabilizado pelo ex-deputado federal Marcus Vicente, que destinou emenda parlamentar no valor de R$ 2.047.098,00 para a aquisição dos equipamentos

0
80
O primeiro Centro de Hemodiálise no Espírito Santo com gestão municipal, funciona desde abril, anexo à Unidade de Saúde do bairro Guaxindiba. Foto: Divulgação/Prefeitura de Aracruz

Em solenidade virtual na tarde de ontem 12, no Palácio Anchieta, o governador Renato Casagrande, o presidente da Assembleia Erick Musso, o prefeito Jones Cavaglieri e o secretário estadual de Saneamento, Habitação e Desenvolvimento Urbano, Marcus Vicente, entregaram oficialmente, em Aracruz, o primeiro Centro de Hemodiálise no Espírito Santo com gestão municipal, que funciona desde abril, anexo à Unidade de Saúde do bairro Guaxindiba.

O Centro de Hemodiálise foi viabilizado pelo ex-deputado federal Marcus Vicente, que destinou emenda parlamentar no valor de R$ 2.047.098,00 para a aquisição dos equipamentos. A gestão assistencial está sendo executada e administrada pela Fundação Hospital Maternidade São Camilo, mantenedora do hospital de mesmo nome, e fiscalizada e acompanhada pela secretaria municipal de Saúde.

São atendidos 45 pacientes por dia, divididos em três turnos, totalizando 1.014 sessões por mês. A estrutura é a mais moderna do Estado, com 15 cadeiras para pacientes renais crônicos, sala de urgência e emergência, saídas separadas para pacientes e servidores, banheiros, salas de repouso, esterilização e sala de osmose, considerada o pulmão do Centro de Hemodiálise. O atendimento é 100% pelo SUS.

Com prioridade de atendimento aos pacientes portadores de Doença Renal Crônica (DRC) e Doença Renal Aguda (DRA) em Aracruz, João Neiva, Ibiraçu e Fundão, a unidade abriga 15 cadeiras de hemodiálise, sendo 14 na sala branca e uma na sala amarela. O local tem capacidade para até 1.008 atendimentos mensais. Atualmente, 80 pacientes realizam o tratamento no local, que funciona de segunda a sábado, de 5h30 às 21h. O ambiente conta ainda com ar-condicionado, televisores e sinal de wi-fi.

GESTÃO
Emenda Parlamentar (Marcus Vicente): R$ 2.047.098,90 (2015)
Contrapartida do município: R$ 655.928,98
Valor total da obra: R$ 1.303.718,98
Aquisição de equipamento: R$ 1.734.347,00
Total: R$ 3.038.065,98 (Obs.: não incluídos salário, mão de obra, custeio, projetos, troca do teto, gerador e planejamento)

PUBLICIDADE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui