Baruck e Pandora: os cães que atuam no combate ao tráfico de drogas em Aracruz e Região

0
5

Dois cães policiais têm atuado com eficiência em ações contra o tráfico de drogas em Aracruz e Região. Trata-se do K9 Baruck, da raça pastor belga malinois, integrante da Polícia Civil, e da K9 Pandora, da raça pastor alemão, membro da Polícia Militar. Com faro apurado e preciso, eles contribuíram diretamente para a apreensão de diversos entorpecentes. O bom desempenho é resultado de treinos rotineiros em meio ao afeto contínuo dos “colegas de trabalho”.

Com pouco mais de um ano de idade, Baruck atua na detecção de entorpecentes pela Delegacia Especializada em Narcóticos (Denarc) de Aracruz desde abril deste ano. Seu dono, o delegado André Jaretta, conta que a vontade de ter um “cãopanheiro” que o auxiliasse na sua rotina profissional surgiu depois da experiência de trabalho com um K9 enquanto esteve à frente da Coordenadoria de Recursos Especiais da Polícia Civil.

Baruck foi indicado a Jaretta por dois bombeiros militares que administram um canil em Linhares. “Ele é um cão fantástico, companheiro e super dócil. Foi para minha casa com 45 dias de vida. Quase diariamente é treinado para se aperfeiçoar como cão farejador. Mais do que meu companheiro de trabalho, Baruck é um amigo para todas as horas”, enfatizou o delegado, que é titular da Denarc de Aracruz.

Pandora é mais experiente. Com quatro anos de idade, atua a cerca de dois em toda a área de abrangência do 5° Batalhão da Polícia Militar (BPM), com ênfase nas orlas de Aracruz e Fundão. Ela nasceu no Batalhão de Ações com Cães (BAC), em Vitória, e desde que começou a atuar no 5° BPM já ajudou os policiais militares a localizarem e apreenderem mais de 800 buchas de maconha, cerca de 600 pedras de crack e em torno de 1,1 pinos de cocaína, além de papelotes ou pedaços dessas substâncias.

Nas operações com participação de Pandora também foram apreendidos revólveres, submetralhadoras e dezenas de munições. A rotina da K9 pode ser acompanhada pelo perfil @pandora_k9_5bpm no Instagram. “A integração dela aos nossos serviços é excelente e fundamental”, ressalta o cabo PM Thaymir Vinícius, que tem a companhia quase que diária de Pandora na viatura do Grupo de Abordagens (GA) da 3ª Companhia do 5° BPM.

PUBLICIDADE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui